terça-feira, 16 de novembro de 2021

Fluxo operacional de atendimento a crianças e adolescentes vítimas de violência é implantado em Garanhuns

Comitê gestor fez apresentação aos servidores de algumas secretarias municipais. Ação visa integrar os serviços direcionados às vítimas do município

Foto: Hilton Marques

Foi apresentado na manhã desta terça-feira (16), no auditório da Comissão de Desenvolvimento do Agreste Meridional (Codeam), o Fluxo Operacional de atendimento a crianças e adolescentes vítimas de violência do Município de Garanhuns. A ação foi realizada por um comitê gestor, composto por diversas Secretarias, órgãos e instituições da cidade e foi direcionado aos servidores do Governo Municipal. 

O fluxo tem como objetivo propor a integração dos serviços ofertados às crianças e adolescentes vítimas, seguindo a perspectiva da proteção integral, à luz da Lei da Escuta nº 13.431/201. Presente no encontro, a secretária Eliane Madeira, da SASDH, falou sobre a necessidade da comissão: “Estão presentes aqui pessoas que realmente se preocupam com a criança e com o adolescente. Vamos trabalhar, construir de forma constante as políticas públicas que esse grupo precisa. Que todos se comprometam, porque a gente só defende o que realmente acredita”.

O comitê gestor do fluxo é composto pelos seguintes órgãos e instituições: Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica), Conselho Tutelar, Polícia Civil, Unidade Regional de Polícia Científica do Agreste Meridional, Secretaria Estadual de Saúde, além das Secretarias Municipais de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH); Saúde; Educação; Juventude, Esportes e Lazer, e Mulher. Dentre as atribuições do fluxo, o comitê deve definir estratégias de implantação mediante o cumprimento pela rede de serviços; viabilizar capacitações para as equipes dos diferentes equipamentos dos órgãos da qual faz parte; além de monitorar através de acompanhamento sistemático o fluxo operacional.

ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário