sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

“Revolução”: Gabi da Pele Preta lança seu primeiro single com videoclipe produzido no Agreste pernambucano



“Você me chamou pra dançar, e eu fui, que dançar é uma revolução”. A força da mulher artista negra e interiorana ressoa na voz de Gabi da Pele Preta, cantora caruaruense que lança nesta sexta (26/02) o seu primeiro single. A canção “Revolução”, que exalta a alegria e a liberdade de ser, chega oficialmente às plataformas digitais. A música estreia também em videoclipe no YouTube, com imagens que celebram a vida como um direito e o bem viver como forma de revolução.

Composta especialmente para a artista pelo músico pernambucano Juliano Holanda, “Revolução” se apresenta como cartão de visitas de Gabi. A música é o seu primeiro trabalho de estúdio, e revela a força da mulher negra e pernambucana do Agreste. Com forte sonoridade afrobrasileira e poética politizada, “Revolução” é um hino em prol do respeito, do amor próprio e dos afetos genuínos.

O videoclipe endossa ainda mais esse movimento. Filmado na cidade de Garanhuns, no Agreste pernambucano, a obra audiovisual, produzida por Stephany Metódio e dirigida por Eriko Renan, é um convite para dançar e abraçar o mundo. Diferentes belezas negras, gêneros e corpos aparecem dançando ao som da voz de Gabi, ostentando suas identidades e o orgulho de quem são. Uma reflexão audiovisual sobre ocupar espaços de forma livre e na plenitude de ser quem se é.

“Dançar é uma forma de libertação, uma forma de relacionar-se com nosso corpo-casa de forma ancestral. É resgatar o afeto por si, por outres e a potência de transformação que tudo isso carrega. Sobretudo nessa conjuntura de hostilidade e necropolítica” comenta a artista. É esse ativismo que Gabi assume em sua jornada artística de quase 15 anos de carreira, na qual vem subindo em palcos por todo Pernambuco. Sua energia marcante na cena ao vivo agora se converge em voz e alma neste primeiro single.

“Revolução” é a primeira de quatro músicas que vão compor um EP, o primeiro álbum oficial da cantora. Atualmente em processo de produção, o trabalho chega ao público ainda em 2021. Assim Gabi da Pele Preta inicia novo momento na carreira - ainda mais apropriada de si, de sua voz, de sua poesia, de sua existência, fazendo da música um instrumento de construção de afetos, coletividade e alegria. “Tenho tanto para falar que canto”, diz ela.

SOBRE A ARTISTA - Gabi da Pele Preta é publicitária, professora, atriz e cantora natural de Caruaru/PE. Iniciou trajetória artística em 2006, mesclando incursões por teatro e música, atravessando gêneros como samba, jazz, MPB e o soul setentista. Ativista das causas feministas e da negritude, fez de suas pautas e lutas de vida o combustível de sua carreira solo como intérprete, cantando composições de nomes como Juliano Holanda, Alexandre Revoredo, Joana Terra, Isabela Moraes, Fernanda Limão, Ezter Liu, Isadora Melo e Caio Meneses.

Desde 2011, sobe a palcos por Recife, Caruaru, Garanhuns, Petrolina e outras cidades pernambucanas, integrando programação de festividades como São João e Carnaval. Também participou de festivais - Janeiro de Grandes Espetáculos, No Ar Coquetel Molotov 2017, Macuca das Artes, Rec Beat, além de edições do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG).

Atualmente, além do trabalho solo, Gabi da Pele Preta desenvolve trabalhos musicais com Azulão - patrimônio vivo do forró pernambucano - e com a banda Cordel do Fogo Encantado, como backing vocal, além de ser integrante da Mostra Reverbo. Seu canto forte e sua força cênica a tornam um dos talentos notáveis da música pernambucana da última década.

Confere esse lindeza:


FICHA TÉCNICA - SINGLE

Gabi da Pele Preta: Voz

Juliano Holanda: Composição/Guitarra

Alexandre Revoredo: Guitarra

Efraim Rocha: Contrabaixo

Nino Alves: Percussão

Cahuê Moreno: Bateria


FICHA TÉCNICA - CLIPE

Direção e roteiro: Gabi da pele Preta e Stephany Metódio

Produção Executiva: Stephany Metódio

Assistência de Produção: Joesile Cordeiro

Captação, montagem e edição: Eriko Renan

Elenco: Joesile Cordeiro, Katarina Barbosa, Vinn Amara, João Revoredo, Rafael Sisant, Zeh Lucas, Lili Novais, Catarina Gomes


Milton Raulino


Nenhum comentário:

Postar um comentário