segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Ministério do Turismo vai restaurar prédio da Igreja de Nossa Senhora da Graça e antigo Seminário em Olinda

 Foto: Iphan


Um dos prédios mais antigos e históricos de Olinda passará por melhorias para aprimorar a experiência dos visitantes que passam pelo local. Para isso, o Ministério do Turismo, por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), irá investir mais de R$ 1,15 milhão no restauro do conjunto arquitetônico formado pela Igreja de Nossa Senhora da Graça e pelo antigo Seminário, uma das mais importantes edificações da arquitetura jesuítica no Brasil do século XVI.

A obra contará com ações de requalificação e reforma dos altares, capela e arcaz da sacristia, além da modernização das instalações elétricas e hidrossanitários de banheiros, cozinha e lavanderia e adequações de acessibilidade. Outras benfeitorias serão realizadas no pavimento térreo, onde serão instalados uma biblioteca, um auditório para 20 pessoas e duas lojas para artigos religiosos. A previsão é que as obras se estendam até dezembro deste ano.

Tombado pelo Iphan em 1938, o conjunto denominado Igreja de Nossa Senhora da Graça e Seminário de Olinda não passava por grandes reparos há alguns anos. O monumento que foi escrito no Livro do Tombo das Belas Artes, também está inserido na área do sítio histórico de Olinda, Patrimônio Cultural brasileiro desde 1968. O reconhecimento não está apenas no âmbito nacional. Desde a década de 80, o Centro Histórico de Olinda é chancelado Patrimônio Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

Além da vista privilegiada para o oceano Atlântico, o local guarda outros atrativos que encantam os turistas, como a conservação de mais de 100 sepulturas e outros elementos singulares que proporcionam iluminação natural ao ambiente. O prédio também traz alguns dos monumentos em pedra mais antigos do país, datados do final do século XVI ou início do século XVII, aliando a aparência rústica com composição renascentista.

INVESTIMENTOS – A cidade de Olinda (PE) conta, ainda, com outras obras com investimentos do Governo Federal como, por exemplo, o restauro da Igreja de São Pedro dos Apóstolos, com recursos do Iphan na ordem de aproximadamente R$ 1,5 milhão. Em 2018, foram entregues três obras em Olinda com recursos do Instituto: adro do Convento Franciscano, com R$ 3 milhões; Igreja do Bonfim, que recebeu R$ 2 milhões; e Bicas de Olinda, que receberam R$186 mil.

O Instituto tem trabalhado em uma série de ações para a preservação do Patrimônio Cultural edificado em Pernambuco. Nos últimos anos, já foram mais de R$ 38,5 milhões investidos em obras em Recife, Olinda e Fernando de Noronha. Além da restauração da Igreja de São José do Ribamar, iniciada recentemente, encontram-se em andamento as restaurações dos bens móveis integrados das Igrejas de São Pedro dos Clérigos e Conceição dos Militares. Ainda em outubro de 2020, foi entregue a requalificação do terreiro de Pai Adão.

Informações: Iphan

Nenhum comentário:

Postar um comentário