segunda-feira, 18 de janeiro de 2021

Compesa inicia implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Bezerros


Uma nova fase da obra de implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Bezerros será iniciada na segunda quinzena deste mês. A partir desta data, a Compesa começa a etapa de implantação dos ramais prediais, que é a instalação das conexões dos imóveis às redes coletoras de esgoto já implantadas, iniciativa imprescindível para que os moradores das áreas beneficiadas tenham acesso aos serviços de coleta e tratamento dos efluentes. 

As ações integram as intervenções previstas para Bezerros, que irão beneficiar os bairros do Centro, São Pedro, São Sebastião e Cruzeiro, impactando positivamente na vida de mais de cinco mil famílias, que terão mais qualidade de vida. A iniciativa integra o Programa de Saneamento Ambiental da Bacia Hidrográfica do Rio Ipojuca (PSA Ipojuca), desenvolvido pela Compesa com financiamento junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento - BID.

Com o objetivo de estimular o envolvimento da população na obra, que trará benefícios à saúde de todos, a equipe de mobilização social vem desenvolvendo atividades desde junho de 2019, de informação e sensibilização da população beneficiada pelo empreendimento, visando esclarecer as dúvidas dos moradores e garantir que eles acompanhem e participem efetivamente de todas as etapas da obra. Desde então, a Compesa tem realizado audiências públicas na Câmara de Vereadores, reuniões condominiais, oficinas ambientais, palestras educativas, trabalho porta a porta, entre outras.

A obra prevista para finalizar em janeiro de 2022 levará saneamento básico à população implantando 10 mil metros de rede coletora, 35 mil metros de ramais e 5.5oo ligações intradomiciliares, além da construção de uma estação elevatória (sistema de bombeamento de esgoto) e uma estação de tratamento de esgoto. “A Compesa está concretizando mais um importante projeto de esgotamento sanitário para o interior de Pernambuco, levando saúde e qualidade de vida para a população, fomentando a preservação do meio ambiente e impulsionando a economia local”, explica a gestora da obra, Zaira Beltrão.

ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário