sábado, 2 de janeiro de 2021

6° Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho tem edital publicado e processo 100% digital


Está no ar o edital do 6° Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco, oferecido pelo Governo de Pernambuco, por meio da Secult-PE e da Fundarpe. A edição deste ano terá inscrições 100% on-line, estreando na plataforma digital Prosas, em respeito ao distanciamento social provocado pela pandemia do coronavírus. A premiação, que tem como objetivo reconhecer e premiar a atuação de fazedores e fazedoras de bens culturais de natureza material e imaterial, vai distribuir R$ 90 mil em recursos. As inscrições começam em 28 de janeiro e seguem até 5 de maio.

Os beneficiados do prêmio serão os responsáveis por ações de proteção, preservação, conservação, salvaguarda e outras formas de acautelamento do Patrimônio Cultural em todas as macrorregiões do Estado de Pernambuco. Para se inscrever, o(a) candidato(a) pode ser pessoa física ou jurídica cujo trabalho de preservação inscrito tenha sido desenvolvido integralmente ou parcialmente em Pernambuco.

A premiação está dividida em três categorias:  Formação (Ações Educativas); Promoção e Difusão; e Acervos Documentais e Memória Cultural. Para cada uma delas, o primeiro colocado receberá R$ 20 mil e o segundo, R$ 10 mil.

Gilberto Freyre Neto, secretário de cultura de Pernambuco, espera uma alta qualidade das inscrições nesta edição do prêmio. “Observamos uma evolução, a cada ano, das propostas apresentadas para a premiação. Isso demonstra o amadurecimento dos projetos de cultura e o cuidado com que os produtores desenvolvem as ações de salvaguarda do patrimônio. Todo o estado sai ganhando com esse tipo de iniciativa”.

Marcelo Canuto, presidente da Fundarpe, destacou a digitalização do processo de participação do Ayrton de Almeida. “A digitalização através da plataforma do Prosas  vai centralizar as inscrições deste ano garantindo agilidade e acesso ainda mais amplo à premiação. Nossa meta é atingir todas as macrorregiões do estado e isso só facilita”, disse.

O processo de digitalização, que vinha acontecendo ano após ano, foi acelerado pelo isolamento social provocado pela pandemia de coronavírus. “Iniciamos uma mudança repentina por conta da pandemia, mas que acabou sendo positiva. Com o procedimento totalmente virtual, esperamos aumentar o número de inscritos, possibilitando que produtores culturais e artistas possam participar de forma mais democrática do concurso. Nossa expectativa é receber propostas de ações exitosas de todos os municípios de Pernambuco”, complementou Renata Echeverria Martins, que coordena o Prêmio Ayrton de Almeida.

Acesse abaixo o edital e seus anexos:

Edital do 6º Prêmio Ayrton de Almeida Carvalho de Preservação do Patrimônio Cultural de Pernambuco [2020]

Anexo I Resolução Nº 01 do CEPC-PE e Plano Estadual de Cultura [6º Prêmio AAC 2020]

Anexo II Decreto 42.050 de 17 de agosto de 2015 [6º Prêmio AAC 2020]

Anexo III Declaração de Cessão de Direitos [6º Prêmio AAC 2020]

Anexo IV Formulário para Recurso Administrativo [6º Prêmio AAC 2020]

Anexo V Modelo de Recibo [6º Prêmio AAC 2020]

Anexo VI Ficha de Avaliação das Candidaturas [6º Prêmio AAC 2020]

Informações: Fundarpe

Nenhum comentário:

Postar um comentário