quarta-feira, 21 de outubro de 2020

I Encontro Nacional de Cidadania Digital debate o mundo virtual dos jovens



Com o objetivo de ampliar a discussão sobre a função da escola e o acesso com segurança as mídias sociais, a primeira edição do encontro discutirá vários aspectos, entre eles: consulta a informação, saúde das crianças/jovens que estão conectadas, além da postura das pessoas entre o mundo analógico x digital.

Estão sendo esperados mais de 30 mil pessoas, entre mantenedores, gestores e diretores de escolas públicas e privadas, que terão a oportunidade de ouvir e compartilhar experiências com autoridades no assunto durante os painéis.

O evento tem como proposta debater sobre a Cidadania Digital e ir muito além da questão de segurança. "Em um momento em que a sociedade tem se comunicado e se desenvolvido por meio do mundo virtual, é preciso entender e respeitar as normas, e os deveres estabelecidos pela constituição", destacou Marcelo Lopes, diretor pedagógico da Foreducation EdTech.

Para o Coordenador de Programas da Foreducation EdTech, Ricardo Nunes, é preciso compreender que no ambiente digital todos possuem identidade, direitos, deveres e convivem com outras pessoas, que possuem pontos de vista convergentes e divergentes. "Nesse universo, exercemos nossos direitos civis e políticos, por isso, surge a necessidade das instituições de ensino também educarem o aluno para a Cidadania Digital".

O assunto do evento é emergente e amplo, e muitos professores já trabalham com os alunos em sala de aula. No entanto, o tema ainda não está institucionalizado. "Isso significa que não está entre as principais pautas que permeiam o cotidiano da escola, por isso decidimos abrir este espaço para todas as escolas do país", enfatiza Eduardo Gomide, CEO da Foreducation EdTech.

Além de cumprir com sua responsabilidade educacional e social, a escola que aderir à proposta atenderá diversos pontos das legislações e regulamentações sobre o tema.


Jovem e a Internet

Segundo dados divulgados pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, até setembro do ano passado, cerca de 86% das pessoas entre nove e 17 anos utilizavam a internet. Esse percentual é maior que a quantidade de brasileiros conectados à internet, que chega a 70% da população.

Este ano, uma pesquisa da TIC KIds Online Brasil 2019, divulgada em junho, apontou que o uso da internet por crianças e adolescentes é crescente no Brasil. Sua rotina inclui, muitas vezes, auxiliar os pais em atividades on-line - 29% dos usuários de internet de nove a 17 anos ajudaram seus pais ou responsáveis a fazer algo na rede todos os dias ou quase todos os dias, enquanto outros 28% oferecem apoio pelo menos uma vez por semana.

Entre os pais ou responsáveis das crianças e adolescentes de nove a 17 anos, 80% reportaram conversar com os filhos sobre atividades on-line, 77% ensinam como usar a internet com segurança e 55% ajudam a fazer alguma tarefa que a criança não entende.

De forma geral, atividades de orientação são mais direcionadas às faixas etárias mais baixas. O número de pais ou responsáveis que acompanha atividades presencialmente, falando ou participando do que o filho está fazendo, foi de 75% para população de 09 a 10 anos e de 47% para a população de 15 a 17 anos.

Com a pandemia, os números aumentaram ainda mais, já que crianças e jovens passaram a utilizar a internet não apenas como lazer e diversão, mas como instrumento de estudo.

"A Cidadania Digital é a utilização da tecnologia de maneira responsável e adequada. Leva em consideração, principalmente, a ética e a segurança na internet. Estende ao mundo virtual o mesmo cuidado e a mesma responsabilidade que devemos ter conosco e com os outros", conclui Eduardo Gomide, CEO da Foreducation EdTech.


Serviço:
Data: 22 de outubro
Horário: das 17h às 20h
Inscrições até: 21 de outubro
Valor: Gratuito
Público-alvo: Instituições de ensino, professores, alunos e pais.

Palestrantes/Temas:

17h Sessão #1 - Educação Midiática - Mariana Ochs - Educamídia Sessão #2 - Como pensamos e agimos - Grupo de alunos de escolas de várias regiões do país.

18h Sessão #3 - Crianças conectadas e a saúde - Daniel Becker - Pediatra e especialista no bem estar da família.

19h Sessão #4 - Communication channels for digital citizenship - Sue Thotz

Patrícia Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário