quarta-feira, 26 de agosto de 2020

Secult-PE e Fundarpe recebem pedido de tombamento da Capela das Almas, em Garanhuns

 O monumento religioso é uma construção do século XVIII que abriga o antigo cruzeiro


A pedido do Conselho Estadual de Preservação do Patrimônio Cultural (CEPPC), a Secretaria Estadual de Cultural (Secult-PE) e a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), deram início ao processo de tombamento da Capela das Almas, no Quilombto do Castainho, em Garanhuns.

O monumento religioso é uma construção do século XVIII que abriga o antigo cruzeiro, a primitiva cruz das Almas, e também serviu como cenário para a realização de cultos e práticas religiosas de origem africana.

O processo de tombamento ainda não tem data para conclusão pois, uma vez apresentadas as observações recomendadas pelo CEPPC à Secult-PE e Fundarpe, o processo é encaminhado para o governador do Estado, responsável pela publicação do decreto de tombamento. Depois de publicado, o decreto é despachado ao CEPPC, que inscreve os imóveis no seu livro de tombo.

CulturaPE

Nenhum comentário:

Postar um comentário