quarta-feira, 17 de junho de 2020

Justiça lança campanha nacional para incentivar denúncia de violência doméstica

De acordo com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública o índice de feminicídios cresceu 22,2% em março e abril, já as chamadas para o número 180, tiveram aumento de 34% em comparação ao mesmo período do ano passado


Com o objetivo de incentivar as denúncias de violência doméstica, a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) se uniram para lançar a campanha Sinal Vermelho conta a violência doméstica: Ao desenhar um "X" vermelho na palma da mão, a vítima poderá mostrar para os profissionais de uma das 10.000 farmácias parceiras espalhadas pelo Brasil e receber o auxílio necessário.

Em tempos de quarentena e isolamento social, que aumentaram os números de mulheres vítimas de violência, o Instituto Mary Kay, que tem como maior objetivo apoiar causas que combatem a violência contra a mulher, anuncia o apoio para a campanha Sinal Vermelho, e se prepara para futuras parcerias e projetos que lutam pela causa, ajudando as vítimas a romper o ciclo de violência doméstica com instrução, apoio, acolhimento, orientação jurídica e psicológica, e abrigo.

Cumprindo o propósito e valores que caminham com a marca em toda a sua trajetória, a iniciativa complementa as ações realizadas em apoio ao combate à Covid-19, como a doação para o Governo do Estado de São Paulo para a compra de dois respiradores e seus monitores, e a doação para a Fundação Oswaldo Cruz para a fabricação de cerca de 5.000 testes modernos para a detectação da doença.

"A esperança é o desejo de que algo se torne realidade. A fé é a certeza de que isso se tornará realidade. Tenha certeza de que todos os problemas e obstáculos que se colocam diante de você têm solução!"

Mary Kay Ash

Para saber mais informações sobre, acesso o Instagram da campanha @campanhasinalvermelho ou o site: http://www.amb.com.br/sinalvermelho.

Laura Nogueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário