quarta-feira, 15 de abril de 2020

Proposta inclui artistas de circo entre os beneficiários de ações emergenciais.

Foto: Pixabay

O Projeto de Lei 977/20 determina que o profissional circense seja considerado como autônomo para fins de inclusão nas ações emergenciais de proteção ao emprego e à renda durante a pandemia do novo coronavírus. O Congresso Nacional reconheceu estado de calamidade pública no País devido à Covid-19 com vigência até 31 de dezembro.
O texto em tramitação na Câmara dos Deputados também prevê isenção das taxas de água e luz para os profissionais circenses, assim como incentivos para a criação de linhas de crédito a juro reduzido destinada a esses trabalhadores e às empresas do setor.

“Os profissionais circenses por vezes são desassistidos pelos programas instituídos pelo governo”, disse o autor, deputado Tiririca (PL-SP). “As medidas propostas permitirão aos estabelecimentos circenses e seus profissionais o enfrentamento dessa crise”, continuou.


Fonte: Agência Câmara de Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário