domingo, 22 de março de 2020

China testa sua primeira vacina contra coronavírus em voluntários


A China testou sua primeira vacina contra o novo coronavírus em voluntários no sábado (21). O medicamento é desenvolvido em conjunto pela iniciativa privada, por pesquisadores e pelas forças armadas do país asiático, onde a covid-19 foi manifestada pela primeira vez em dezembro de 2019.
O primeiro lote foi testado em residentes permanentes da província chinesa de Wuhan com idades entre 18 e 60 anos, divididos em três grupos, cada um composto por 36 membros. Eles ficarão em quarentena por 14 dias e serão monitorados por pesquisadores durante seis meses, para identificação de eventuais reações.
Segundo o jornal chinês Global Times, o produto é uma uma vacina recombinada desenvolvida em conjunto pela empresa de biotecnologia CanSino Biologics Inc, com sede em Tianjin, e uma equipe de pesquisa liderada por Chen Wei, especialista em prevenção e controle de riscos biológicos da Academia de Ciências Médicas Militares e general das forças armadas chinesas.
Desde o final de janeiro, a equipe de Chen realizou pesquisas farmacêuticas e toxicológicas visando criar uma vacina contra a covid-19, de acordo com o Global Times, em cooperação com empresas locais e com base na experiência anterior da equipe militar, que desenvolveu a vacina contra o Ebola.
Ao contrário de outros estudos clínicos, no estudo realizado pela equipe de Chen os voluntários não precisam ser infectados com o novo coronavírus após receber a vacinação, conforme publicado pelo jornal. Em vez disso, os pesquisadores testarão se foram criados anticorpos e se os voluntários se tornaram imunes ao vírus.
Segundo o jornal Science and Technology Daily, o produto passou por uma revisão de registro de pesquisa clínica e foi aprovado para teste na noite de segunda-feira.
Informações: Jornal do Comércio

Nenhum comentário:

Postar um comentário