sexta-feira, 7 de fevereiro de 2020

Fundação Terra promove mutirão de saúde, educação e cidadania para população a partir da próxima segunda-feira


A Fundação Terra vai realizar um mutirão nas áreas de saúde, educação e cidadania, da próxima segunda (10) a sexta-feira (14), das 8h às 17h, com a participação de voluntários de várias cidades do país. Duas vezes por ano, a instituição promove a Semana de Ações da Terra, que acontece na área urbana de Arcoverde e no Distrito das Umburanas, área limítrofe de Arcoverde, Sertânia e Buíque. A iniciativa tem o objetivo de oferecer ações sociais à população carente e promover assistência aos serviços básicos oferecidos pelos municípios. 

Na programação, haverá atendimentos médicos, odontológicos, palestras e diversas ações. Na área de saúde, por exemplo, a população poderá se consultar com vários especialistas: dermatologistas, cardiologistas, ortopedistas, pediatras, além de odontólogos. Também haverá orientações de saúde oferecidos por farmacêuticos e enfermeiros.

O mutirão também vai contar com palestra sobre alimentação funcional, orientando os responsáveis pelas crianças da Escola Pax Christi sobre como substituir as guloseimas por um lanche mais saudável e nutritivo. “A educação da Fundação Terra vai mobilizar os pais, as mães e os responsáveis das crianças para dialogar sobre a importância da alimentação e o valor nutricional dos alimentos. No Centro Especializado em Reabilitação Mens Sana também haverá ações de promoção e orientação de saúde”, explica Liege Nogueira, coordenadora do projeto e do setor de saúde da instituição.

Os idosos do Grupo Viver Mais também estarão marcando presença no evento, junto com a Banda Maestro Professor Ronaldo, tocando e cantando marchinhas de Carnaval. Esse grupo nasceu e é apoiado pela Fundação Terra, reunindo pessoas da terceira idade das áreas urbana e rural de Arcoverde.

Sobre a Fundação Terra

Criada em 1984 pelo padre Airton Freire, a organização surgiu numa área chamada popularmente de Rua do Lixo, em Arcoverde, município do Sertão de Pernambuco, a 250 quilômetros do Recife. Onde antes estava localizado o lixão do município, hoje há escola, creche, biblioteca, centro especializado em reabilitação, instituição de longa permanência para idosos e várias ações sociais. Em 2016, foi aberto no Recife o Centro de Apoio aos Moradores de Rua (C Amor), que funciona no Pátio da Santa Cruz, bairro da Boa Vista.

No Ceará, a instituição atua em Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza, nas áreas da educação e da promoção social. Além de atender crianças, adolescentes e jovens em vários projetos, a unidade mantém a Creche Pleno Viver, atendendo a 135 bebês e crianças por dia. Em breve, outra unidade será inaugurada em Juazeiro do Norte, no Cariri.

Informações: ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário