domingo, 23 de fevereiro de 2020

Abertura do Carnaval do Recife anima multidão no Marco Zero

Foto: Bruno Campos
Misturando a diversidade da cultura popular e circense, o Recife deu início oficialmente, nesta sexta-feira (21), ao Verdadeiro Carnaval de Rua do Brasil. Com o tema “A criança, o circo e a cultura popular”, a folia de momo invadiu o Marco Zero. Uma abertura que misturou sons, movimentos e cores embalados pelo toque tradicional dos Clarins anunciando a abertura oficial do Carnaval do Recife 2020. O prefeito Geraldo Julio e a primeira dama Cristina Mello prestigiaram o espetáculo de abertura, que contou com a presença do governador de Pernambuco Paulo Câmara e da primeira dama do estado, Ana Luiza Câmara. Em cinco dias de folia, o Carnaval está espalhado por 46 polos de animação na cidade e terá mais de 2.700 apresentações. 
O prefeito Geraldo Julio destacou mais uma vez que o Carnaval do Recife mantém as tradições e traz uma grade 99% pernambucana. “O tema deste ano chama muita atenção. O circo tem muita alegria e isso é a cara do nosso carnaval, da espontaneidade da nossa festa. A decoração ficou muito bonita, faz tudo ficar mais alegre e nos dá mais esperança de fazer um grande Carnaval. Também fazemos um evento com 99% da grade de artistas pernambucanos, valorizando sempre nossa  cultura, a arte, a música, o frevo, todas as nossas tradições. Sem contar com a infraestrutura, que está toda pronta, com o apoio do Governo do Estado no planejamento, que é primordial, agora é o folião fazer essa grande festa”, afirmou o prefeito. 
O governador Paulo Câmara, parabenizou a Prefeitura do Recife mais uma vez pela grande festa. “Parabéns mais uma vez para a prefeitura.  O Carnaval começando hoje de maneira oficial e tudo pronto, muito bonito e não tenho dúvida que mais uma vez vamos fazer um Carnaval da paz, de alegria com as pessoas na rua brincando com suas famílias. Pernambuco mantendo as tradições, fazendo a melhor festa do Brasil”, destacou o governador. 
A abertura contou com um espetáculo especial. Em cortejo, saindo da avenida Rio Branco, 300 crianças e adolescentes desfilaram suas acrobacias e malabares, misturando a magia do circo ao som do frevo, dos blocos líricos e dos tambores de maracatus e a energia do cavalo marinho e do urso. Cem músicos da orquestra do Maestro Ademir Araújo escoltaram o procissão até o Marco Zero, onde foram recepcionados pelo Coral do Maestro Forró, emocionando a multidão. Dava início a apoteose do Carnaval do Recife. 
Foto: Bruno Campos
O multiartista Antônio Nóbrega comandou a segunda parte do espetáculo, com um show especialmente criado para a abertura do Carnaval do Recife. Acompanhado por 10 músicos, 24 bailarinos e 8 artistas circenses, além da colaboração de artistas que trabalham com ele no Instituto Brincante, em São Paulo, o artista fez um repertório inédito. Todas as canções foram compostas com o poeta pernambucano Wilson Freire, parceiro de longa data de Nóbrega. 
O artista Antônio Nóbrega falou sobre o sentimento de fazer um espetáculo especial para a abertura do Carnaval. “A emoção de abrir o Carnaval é especial, tem toda a atmosfera que lhe pertence. Tive a grata surpresa de ser convidado pelo prefeito Geraldo Julio e pela secretária Leda Alves, para criar um espetáculo original para este dia. Foi gratificante, produzir uma apresentação cuja natureza esteve alicerçada na dança, onde trabalhamos com uma companhia de bailarinos da cidade por dois meses, e em canções que compus especialmente para o evento. Este conjunto de fatores está na base do espetáculo que eu queria. O Carnaval pernambucano é referência de diversidade, versatilidade, um massapê muito rico para o artista brasileiro se inspirar e criar espetáculos”, declarou Nóbrega.
Para abrilhantar ainda mais a festividade, o palco do Marco Zero recebeu o Rei Momo, Marcone dos Santos e a Rainha do Carnaval, Ruana Karina, os Reis e Rainhas do Carnaval da Pessoa com Deficiência, Antônio Batista e Zemily Cazala, e da Pessoa Idosa, Frederico Batista e Maria de Fátima Santos. Também nesse momento os homenageados do carnaval, Maestro Edson Rodrigues e o centenário Bloco das Flores, receberam suas placas comemorativas pelo legado deixado à cultura. O público pode curtir ainda os shows dos homenageados do Carnaval do Recife 2020, além do Maestro Forró e a Banda Popular da Bomba do Hemetério seguido pelo brega da cantora Priscila Senna.
Gustavo Mendonça foi conferir a abertura da folia de momo ao lado da mulher Daiane e do filho Victor, como já é tradição na família. “Nós sempre comparecemos a abertura do Carnaval, já está no sangue, gostamos muito da folia e hoje trazemos nosso filho para curtir também. Ele tem cinco anos, mas adora a festa, se fantasiar, a família toda gosta. Começar o Carnaval aqui no Marco Zero tem um gostinho especial porque vemos a permanência da nossa cultura. Vejo que muita gente que vem de fora, vem em busca disso, das nossas raízes, das nossas tradições, que se mantém, mesmo nos dias de hoje”, pontuou. 

ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário