quinta-feira, 19 de março de 2020

Direito de resposta a Walter Moreira dos Santos por matéria publicada com o título era "Fotógrafa denuncia assédio de escritor vencedor do prêmio Hermilo Borba Filho de Literatura"

Foto: Reprodução/Facebook

No último dia 24 de janeiro, este blog publicou uma matéria cujo título era "Fotógrafa denuncia assédio de escritor vencedor do prêmio Hermilo Borba Filho de Literatura".  Na postagem a fotógrafa Jan Ribeiro o acusa de assédio. Nesta quinta-feira, 19 de março, o escritor Walter Moreira dos Santos solicitou o seu direito a de resposta a postagem e nós colocaremos aqui a sua versão dos fatos como manda a lei.

**Nota de Esclarecimento**

“WALTER MOREIRA DOS SANTOS repudia veementemente a matéria veiculada pela BLOG FALANDO FRANCAMENTE em 22/01/2020, sob o título "Fotógrafa denuncia assédio de escritor vencedor do prêmio Hermilo Borba Filho de Literatura”, cujo conteúdo relata a ocorrência de suposto assédio sexual sofrido pela fotógrafa Janine Ribeiro sem que sequer o escritor tenha sido procurado para prestar esclarecimentos e dar sua versão da história. O escritor registra que a verdade dos fatos é bem distinta da que fora narrada pela fotógrafa em suas redes sociais, em postagem já retirada do ar, devido à decisão judicial obtida pelo escritor. O escritor informa, ainda, que a sessão de fotos para a qual foi convidado pela FUNDARPE, visando a divulgação do prêmio literário recebido pelo escritor, ocorreu num espaço público e na presença constante de pelo menos mais 3 funcionários da Secretaria de Cultura do Estado de Pernambuco, além de outros cidadãos que transitavam pelo ambiente. Registra também o escritor que, no intuito de se sentir mais à vontade para ser fotografado, utilizou-se de uma técnica de retórica conhecida como “Plateia Nua”, dirigindo-se A TODOS QUE ESTAVAM NO AMBIENTE e NUNCA especificamente à fotógrafa. Pela mencionada técnica, o palestrante ou pessoa em foco, a fim de controlar o nervosismo e a ansiedade, deve imaginar que estão todos nus, portanto, todos iguais num ambiente neutro em que não haverá críticas nem julgamentos.
No que tange à informação passada pela fotógrafa de que teria sido incentivada pelo Secretário da Cultura, Gilberto Freire, a denunciar o escritor, esta também não condiz com a verdade, conforme nota oficial de esclarecimento do próprio secretário, datada do dia 23/01/2020, em que o Secretário declaradamente informa que “NÃO incentivou” a fotógrafa daquela casa (secretaria de cultura) a formular uma queixa.
Destaca o escritor que os mencionados atos irresponsáveis que ofenderam frontalmente a honra do escritor foram por ele levados à justiça para apuração e responsabilização, no intuito de haver soluções judiciais ao caso, tanto na esfera cível como penal, já que a fotógrafa acusa publicamente o escritor por um crime que ele NÃO COMETEU, tendo se utilizado indevidamente (sem autorização) de uma imagem do escritor que seria utilizada pela FUNDARPE para a divulgação da premiação recebida por ele.
Registre-se, por fim, que o escritor preza pelo respeito em todas as suas relações, não havendo registro algum que o desabone perante seus pares, de forma que é inaceitável e passível de responsabilização após crivo judicial, as informações conforme noticiadas pela Sra. Janine Ribeiro e demais pessoas/instituições que republicaram a postagem desta ou emitiram notas de repúdio contra o escritor, a partir da referida publicação da fotógrafa, referindo-se a este, absurda e cruelmente, como ‘Autor de Crime de Assédio Sexual’.”

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário