domingo, 2 de junho de 2019

Mestre Cícero Gomes foi homenageado em noite histórica na Câmara de Vereadores

Foto: Amannda Oliveira
Em uma noite histórica, a Câmara de Vereadores de Arcoverde homenageou na última sexta-feira, 31 de maio , o Mestre Cícero Gomes e o Samba de Coco Trupé de Arcoverde pelos seus dez anos de existência com a Medalha de Honra ao Mérito Cardeal Arcoverde. O projeto aprovado por unanimidade foi de autoria da presidente da Casa James Pacheco, a vereadora Célia Almeida. Em uma noite repleta de emoção e alegria, o mestre Cícero foi homenageado na fala de Djaelton Quirino, representando a Estação da Cultura e Kleber Araújo , representando o Coletivo Cultural de Arcoverde - COCAR.

Todos os vereadores se fizeram presentes, assim como a Secretária de Comunicação e Cultura, Tereza Alexandrina Padilha. A sessão também teve uma homenagem a Henry Pereira, feita pela professora Márcia Moura.

Foto: Amannda Oliveira

A Medalha Cardeal Arcoverde foi instituída através do Decreto Legislativo 002/2011 devendo “ser outorgada a pessoas vivas, de destaque e/ou pessoas nascidas em Arcoverde e que tenham com certeza prestado relevantes serviços a Arcoverde em quaisquer área da cultura, educação, saúde, política, indústria e comércio, militar ou religiosa”.


Cícero Gomes começou a frequentar o coco ainda pequeno quando era levado por sua mãe ao Coco de Ivo. Aos 15 anos de idade ele passa a participar oficialmente do grupo liderado pelo falecido Mestre Ivo Lopes. Com a morte do mestre, Cicero Gomes passou a cantar no Samba de Coco Raízes de Arcoverde, comandado pelo falecido Mestre Lula Calixto.

No ano 2009, Cícero Gomes deixa o Coco Raízes de Arcoverde e é aconselhado pelo locutor Adriano Souza a criar o seu próprio grupo, já que segundo ele, Cícero é a voz do coco de Arcoverde. E em 02 de maio daquele ano nascia o Samba de Coco Trupé de Arcoverde. Nome escolhido devido ao trupé dos tamancos de madeira que dão ritmo ao coco na cidade de Arcoverde. Em junho de 2009, o grupo já fazia parte das atrações do São João de Arcoverde. 

Em 2013, o grupo lança seu primeiro disco “Vamo pra lá, vamo pra cá.. Não deixe o coco parar” com grande festa. Depois vieram as sambadas, participações em eventos como Festival de Inverno de Garanhuns e projetos como a Matinada que reuniu mestres do coco em Pernambuco. Em 2019, o Coco Trupé comemora 10 anos com uma série de ações que se estenderão o ano inteiro.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário