segunda-feira, 15 de abril de 2019

Coordenadoria da Mulher completa três anos realizando rodas de conversa e mutirão de escuta psicológica em Arcoverde

Nesta segunda-feira, 15 de abril, a Coordenadoria Municipal da Mulher de Arcoverde (CMM) completa três anos no atendimento à mulher que sofreu e sofre os mais diversos tipos de violência doméstica, familiar e de gênero.
Para marcar a data, de hoje até o próximo dia 30 de abril, serão promovidas rodas de conversa com mulheres, além de palestras em escolas e mutirão de escuta psicológica e assessoria. As atividades acontecem no bairro do São Cristóvão e nas comunidades vizinhas, por serem as localidades no município com o maior índice de violência, segundo dados internos que foram tabulados.
A ação interrupta da Coordenadoria da Mulher conta com parcerias importantes como Ministério Público,  Polícias Militar e Civil, Escritório de Defesa da Mulher (UPE), entre outros. “Com essas parcerias, temos fortalecido os encaminhamentos efetivos ao atendimento inicial à mulher que sofreu violência e ajudando-a a romper com esse ciclo de violência”, enfatiza a coordenadora da CMM, Micheline Valério.
Arcoverde tem uma população de 38.138 mulheres. De acordo com dados repassados pela Ouvidoria da Mulher e pela Infopol, em 2018, foram registrados em Arcoverde 467 boletins de ocorrência (B.Os) relativos a violência contra a mulher. Desses, 150 mulheres receberam atendimento do CMM e acompanhamento periódico da Patrulha Maria da Penha e assistência efetiva do Organismo Municipal. Ainda, segundo dados estaduais, no ranking dos agravos, de 2018, em primeiro lugar apareceu a violência psicológica, seguida da lesão corporal.
“Esses são os dados reais que foram apresentados por nós em um seminário realizado na Aesa pela ESA (Escola Superior de Advocacia); é por esse e outros motivos que é preciso se discutir de forma clara essa problemática, é necessário reconstruir a vida dessas mulheres. Falar e combater a violência contra a mulher não é tarefa fácil - se combate com ação e não apenas com teorias”, argumenta Micheline. A Coordenadoria adianta que, através de suas equipes, percorreu cerca de 25 localidades das áreas urbana e rural e visitou  20 escolas municipais e estaduais realizando palestras temáticas envolvendo e abordando a problemática da violência contra a mulher na sociedade atual e outros temas.
Atualmente, a Coordenadoria da Mulher de Arcoverde esta localizada na Av. Severiano Jose Freire, nº 600, no centro da cidade, com atendimento das segundas as sextas-feiras, das 8h às 16h, em sala anexa à Casa dos Conselhos do município. As mulheres podem tirar dúvidas através do número: (87) 99181-3157 e também pela Ouvidoria da Mulher Pernambucana, pelo telefone: 0800 281 8187, que funciona gratuitamente e 24 horas por dia.
A prefeita de Arcoverde, Madalena Britto, ressalta que a luta para a implementação de políticas públicas para mulheres é agregado ao trabalho que vem sendo realizado nos últimos três anos no município. “Temos tido êxito na efetivação de ações envolvendo temas como o enfrentamento e a prevenção do feminicídio em Arcoverde, através de trabalhos de conscientização em prática pela Coordenadoria da Mulher. Este fato demonstra que a referida repartição precisa seguir adiante, com novas parcerias a níveis municipal e estadual, para que tenhamos um melhor fortalecimento das ações junto a nossa população”, destacou a gestora municipal.

ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário