segunda-feira, 16 de julho de 2018

Proteção social é intensificada durante 28º Festival de Inverno de Garanhuns

Foto: Cloves Teodorico

A Prefeitura de Garanhuns, por meio da secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), irá intensificar ações educativas durante o 28º Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), que acontece entre os dias 19 a 28 de julho no município. O intuito é promover a conscientização sobre a violação dos direitos da criança e do adolescente, e da pessoa idosa; com o Serviço Especializado em Abordagem Social.

As ações preventivas do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas) tiveram início semanas antes do evento, em hotéis, motéis, pousadas, bares, restaurantes e supermercados do município. As atividades consistem na distribuição de material informativo sobre a proteção integral de crianças, adolescentes e pessoas idosas. A equipe também realizou ações voltadas para os motoristas e passageiros de transporte alternativo.
O trabalho também será desenvolvido pela equipe dos Centros de Referência em Assistência Social (Cras’s), em pontos turísticos e nos seguintes polos artísticos: Praça Mestre Dominguinhos,  Palco de Cultura Ariano Suassuna — localizado no Espaço Colunata, e Parques Euclides Dourado, de 21 até 28 de julho. A equipe técnica e os educadores dos seis Cras’s do município realizarão abordagens as pessoas que estiverem visitando os locais.

Em parceria com o Conselho Tutelar, órgão que estará funcionando em regime de 24 horas, a SASDH estará realizando o monitoramento e fiscalização no período da noite, com o apoio de 20 educadores sociais. Os casos onde não haja proteção social para criança e adolescente no evento ou exteriormente, serão comunicados ao Conselho Tutelar para que sejam tomadas as medidas cabíveis.
A equipe da secretaria estará identificada com coletes e crachás fazendo trabalho de conscientização com os comerciantes de alimentos e bebidas contra o trabalho infantil e venda de bebidas alcoólicas para menores. Nas portarias da Praça Mestre Dominguinhos, principal polo do evento, os educadores estarão junto à Polícia Militar, Polícia Civil e Guarda Municipal para cumprir a medida de proibição do acesso de menores de 18 anos desacompanhados.
Durante à noite, se alguma criança ou adolescente for encontrado em algum tipo de vulnerabilidade, será convidado pela equipe a permanecer no Centro de Acolhimento, localizado no Centro Cultural Alfredo Leite Cavalcanti, que estará preparado para receber a demanda (em funcionamento durante todas as noites do evento). Psicólogos, assistentes sociais e educadores sociais fazem parte da equipe de profissionais que estarão envolvidos nessa ação, que conta com a parceria direta da Secretaria de Educação (Seduc), e também disponibiliza materiais lúdicos e pedagógicos, lanches, colchões e cobertores.

Dando continuidade ao trabalho realizado durante o festival, as pessoas que participarem de alguma abordagem serão encaminhadas para a equipe do Creas com o intuito de que seja feito o acompanhamento necessário, além da inclusão no Programa de Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI). Será então, viabilizada a oferta dos serviços de encaminhamento para a rede socioassistencial, para que seja realizado o fortalecimento ou reconstrução dos vínculos familiares e comunitários.
Aquilles Soares

Nenhum comentário:

Postar um comentário