sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Você conhece as suas origens?


Há muitos anos atrás fui presenteada pelo meu pai com um livro que cujo título era RAÍZES. O livro contava a história da família Oliveira desde os seus primórdios. Eu li e reli aquele livro muitas vezes e não cansava de me encantar ao saber se onde eu vim. Em em meio a tanta história lá estávamos nós, os meus bisavós, avós, pais e irmão. E como foi importante pra mim saber as minhas origens contidas naquelas raízes.

Depois fui investigar por conta própria a história da família Amaral , sobrenome que herdei da minha mãe.

Você sabe de onde vem? Você conhece a história da sua família? Você sabe a razão de ter o nome com o qual foi batizado? E a história da sua cidade natal, você conhece?

Pode ser que você não perceba, mais muito do que você é, e do que você acredita vem das suas RAÍZES. Se são as raízes que alimentam as plantas, as nossas fazem de nós o que somos. 
Essa semana tive uma experiência muito gratificante. Questionei 40 alunas a cerca das suas origens, e quando vi, elas estavam fazendo lindas descobertas. Algumas nos contaram a origem dos seus nomes, como haviam ouvido dos seus pais e eu as convidei para conhecer a origem do Samba de Coco , o ritmo que embala Arcoverde há quase 100 anos.
A primeira visita foi feita ao Coco das Irmãs Lopes e a mestra Severina Lopes contou a história da sua família e do seu grupo. O ecanto das minhas alunas e emoção que via nos seus olhos em cada descoberta me surpreenderam, parecia inacreditável que tantas delas nunca tivessem ido ao Museu Ivo Lopes e conhecer as origens do coco.

Depois , a visita foi ao Coco Raízes de Arcoverde, e a emoção se repetiu. Desta vez, a emoção estampada nos olhos e na voz embargada dos mestres Assis Calixto e Damião emocionou as alunas, que saíram determinadas e divulgar a cultura que se abria ali em um novo olhar.

Como é importante para nós saber de onde viemos. Você sabe de onde vem?

Eu nasci em Arcoverde, terra do samba de coco, dos bois, do teatro, dos artesãos e artistas plásticos, do reisado, dos sanfoneiros e forrozeiros, de grandes compositores e cantores, das bandas de pífano, dos pernas de pau e de muita muita cultura popular. Sou filha de Júlio de Oliveira e Saarah do Amaral Oliveira e me chamo Amannda  por que significa aquela que deve ser amada. Sou casada com Wilson Luciano Pessoa, o amor da minha vida.

E você?

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário