terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Governo do estado lança Campanha "Carnaval de Pernambuco Inigualável"


A campanha do Carnaval 2015 inaugura a comunicação do Governo de Pernambuco empossado este ano. Com ela, a Link Comunicação & Propaganda buscou traçar uma linha que, além de ressaltar as particularidades da folia pernambucana, inserida na riquíssima diversidade cultural do Estado, fosse capaz de transmitir a percepção de que a festa acontece sob um novo governo, comprometido com o bem-estar da população.

Para isso, foi adotado um tema de campanha que, diferenciando o Carnaval de Pernambuco, faz dessa distinção motivo de tornar mais forte o sentimento de pertencimento ao Estado e a autoestima dos pernambucanos.

Nosso Carnaval não tem igual

No bordão, “nosso Carnaval” reafirma a apropriação de uma das maiores e mais reconhecidas festas populares do Estado, que “não tem igual” pelas diferenciadas manifestações culturais que engloba ao longo de todas as regiões pernambucanas. Pode-se dizer que são muitos carnavais em um mesmo carnaval, como não poderia deixar de ser num Estado que apropriadamente se define como Nação Cultural, berço que é de uma cultura efervescente e ancestral, de onde nasceram o frevo, a ciranda, os caboclinhos e tantas outras manifestações que legam ao Brasil e ao mundo um valioso e imaterial patrimônio.

A campanha

Na TV e no rádio, a campanha é puxada por frevo-canção que funciona como abre-alas da comunicação carnavalesca do Governo. O gênero foi escolhido por ser emblemático da alegria do período e pela sua transversalidade em praticamente todo o Estado.

Na letra, os primeiros versos (“Alegria chamou / Eu vou / Venha com a gente / Já foi dado o sinal”) funcionam como chamado ou convocação. Em seguida (“Eu sou de Pernambuco / O nosso Carnaval não tem igual”), é sublinhado o sentimento de pertencimento, de satisfação por se viver em um Estado de cultura única.

E a música segue em frente, destacando o Galo da Madrugada pela sua importância e porte, mas contrapondo que “O frevo se espalhou / do Sertão ao Litoral”, ou seja, fazendo o caminho inverso, dando a perceber que o Estado é governado e considerado por inteiro, de um polo a outro. Outras manifestações culturais são exemplificadas (“Caretas, caboclinhos, papangus / bonecos gigantes, bicharada /caiporas, maracatus”), reforçando o conceito de gestão igualitária e integradora.

Um “grito de guerra”, ou melhor, grito de alegria, abre espaço para reafirmar o carnaval e a autoestima dos pernambucanos: “Tão bom assim, só aqui / É folia como eu nunca vi”.

A peça de TV reproduz um microcosmo do Carnaval pernambucano, da tradição das grandes orquestras de frevo, mostrada em ação (em si, um espetáculo à parte), a gama de manifestações que dão expressão à folia no Estado.

Nas peças gráficas, os ícones da diversidade do nosso Carnaval são representados no traço de artistas pernambucanos, com colorido alegre e integração entre os diversos elementos.

Peças: TV, rádio, anúncio revista, banner internet, empena, frontlight, outdoor, painel eletrônico, hotsite, e ação no aeroporto: display e portas.


Confira o vídeo da campanha no endereço http://youtu.be/zxWUuhcRo8s

Rafaella Sabino

Nenhum comentário:

Postar um comentário