quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Janeiro de Grandes Espetáculos com agenda intensa em Caruaru, Arcoverde e Goiana


A programação do Janeiro de Grandes Espetáculos segue a todo vapor nas cidades de Caruaru, Arcoverde e Goiana. Na sua 21° edição, o evento que é um dos mais importantes festivais de arte cênica do Estado, é organizado pela Associação dos Produtores de Artes Cênicas de Pernambuco (Apacepe) e conta com o patrocínio do Sesc Pernambuco.


Na capital do agreste, nesta sexta-feira (23), às 20h, o público poderá conferir “Noctiluzes”, da Companhia Plágio de Teatro e Guinada Produções. O texto do premiado dramaturgo argentino Santiago Serrano foi escrito especialmente para o grupo e conta a história de três enigmáticas personagens que não imaginam o rumo que suas trajetórias irão tomar depois de um encontro inesperado e cheio de revelações. Já no sábado (24), a companhia Tita8lou, da Genebra, apresenta “Kalabazi”, especialmente na Praça da Conceição, no Marco Zero da cidade. Fechando o final de semana, no dia 25, “Como a Lua”, da Mambembe Produções Artísticas, entra em cena às 16h30 com oito atores no palco cantando e tocando ao vivo, tratando de temas delicados como o amor não correspondido,a sexualidade, a parda, a morte e a capacidade de mudar.

Na cidade de Arcoverde nesta sexta-feira (23) será a vez da apresentação de “Pangeia”, um espetáculo com sete atores, bailarinos e músicos em cena, criado pela companhia galega Limiar Teatro e a brasileira Grupo Acaso, em parceria com o Centro Dramático Galego e a Associação de Produtores de Artes Cênicas de Pernambuco (Apacepe). No dia 25, o público pode assistir Kalabazi, na Praça Winston Siqueira, no Centro da cidade. A peça conta a história de uma jovem mulher que quer se casar e organiza um concurso de amor para encontrar, no público, a pessoa perfeita.

Já em Goiana, “Sexo, a Arte de Ser Censurado” será apresentado nesta quinta-feira (22), pelo Grupo PharkasSerthanejaz, às 20h, com espetáculo que traz como tema central a liberdade de expressão, destrinchada por textos que abordam, com humor, temas como aborto, orgasmo feminino e as relações sociais com o sexo oposto. Na sexta (23), haverá “As Bodas de Fígaro”, e no sábado (24), “A Caixa não é de Pandora”, primeiro monólogo da atriz baiana Andrea Elia, com 30 anos de carreira, que traz a personagem Pandora Lobo, escritora de sucesso internacional, que ao ser convidada para proferir uma palestra para acadêmicos, liberta todas as mulheres que existem dentro dela.

O Janeiro de Grandes Espetáculos teve início no dia 15 de janeiro e segue com agenda até o dia 1° de fevereiro. A iniciativa conta também com o patrocínio do Governo do Estado de Pernambuco, através do Funcultura, Prefeitura do Recife e Sesc Pernambuco. A programação completa pode ser conferida no www.janeirodegrandesespetaculos.com.

Elayne Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário