quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Filmes de Pernambuco se consagram no Festival de Cinema de Brasília




Pernambuco levou 15 dos 22 prêmios do Festival de Cinema de Brasília, que teve sua cerimônia de premiação realizada nesta terça-feira, no Cine Brasília, na capital federal. Numa decisão inédita, os seis diretores que concorriam à categoria de Melhor Filme optaram por dividir entre eles o prêmio de R$ 250 mil em dinheiro. O melhor longa foi Branco sai, preto fica, de Adirley Queirós, da Ceilândia (DF).

Entre os curtas apresentados, Sem coração saiu com quatro troféus: melhor curta, melhor curta pelo Canal Brasil, montagem e direção (os dois últimos por Nara Normande e Tião).

Loja de reptéis, de Pedro Sevérien, também abocanhou mais três prêmios: trilha sonora (feita por Mateus Alves, Vinicius Nunes e Piero Bianchi), direção de arte, por Juliano Dornelles e direção de fotografia, por Beto Martins.

Entre os longas-metragens, Ventos de agosto, de Gabriel Mascaro, faturou Melhor Fotografia (feita pelo próprio Gabriel Mascaro), melhor atriz (Dandara de Morais) e o Troféu Cinema para Cegos. Já Brasil S/A foi considerado melhor roteiro e direção (para Marcelo Pedroso), levando ainda mais dois candangos - de som, para Pablo Lamar e trilha sonora, para Mateus Alves. 

LISTA COMPLETA DE PREMIADOS:

Filmes de longa-metragem

Melhor filme: Branco sai. Preto fica, de Adirley Queirós
Melhor filme pelo júri popular: Sem pena, Eugenio Puppo
Melhor direção: Brasil S/A, de Marcelo Pedroso
Melhor ator: Marquim da tropa, Branco sai. Preto fica
Melhor atriz: Dandara de Morais, Ventos de Agosto
Melhor ator coadjuvante: Renato Novaes de Oliveira, Ela volta na quinta
Melhor atriz coadjuvante: Élida Silpe, Ela volta na quinta
Melhor roteiro: Marcelo Pedroso, Brasil S/A
Melhor fotografia: Gabriel Mascaro, Ventos de Agosto
Melhor direção e arte: Denise Vieira, Branco sai. Preto fica
Melhor trilha sonora: Mateus Alves, Brasil S/A
Melhor som: Pablo Lamar, Brasil S/A
Melhor montagem: Daniel Bandeira, Brasil S/A

Prémio Saruê: Branco sai. Preto fica, de Adirley Queirós

Filmes curta-metragem:

Melhor filme: Sem coração, de Nara Normande e Tião
Melhor filme pelo júri popular: Crônicas de uma cidade inventada, de Luisa Caetano
Melhor direção: Sem coração, de Nara Normande e Tião
Melhor ator: Zé Dias, Geru
Melhor atriz: Maeve Jinkings, Estátua! 
Melhor roteiro: Gabriela Amaral Almeida, Estátua!
Melhor fotografia: Beto Martins, Loja de répteis
Melhor direção de arte: Juliano Dornelles, Loja de répteis
Melhor trilha sonora: Piero Bianchi, Vinícius Nunes e Mateus Alves, Loja de répteis
Melhor som: Fábio Baldo, Geru
Melhor montagem: Nara Normande e Tião, Sem Coração

Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário