segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Novo clipe de China, "Arquitetura de Vertigem", aborda questões sociais

Foto: Divulgação


Em 2010 China compôs a canção "Arquitetura de vertigem", depois de perceber o crescimento de grandes torres na cidade do Recife. Quatro anos depois surgiu o movimento ocupe estelita, onde os cidadãos recifenses foram para as ruas protestar contra o projeto "novo recife" capitaneado por grandes construtoras da cidade que visavam destruir a área histórica do cais José Estelita, para a construção de 12 torres comerciais e residenciais.

China, que desde o início está engajado com o movimento ocupe estelita, divulgando fotos, vídeos e matérias de jornais, passou um dia na ocupação ajudando e acompanhando a vivência dos bravos recifenses que ocuparam a área do cais José Estelita. Depois desse dia, o artista resolveu fazer um clipe para colaborar com mais afinco com o movimento, e veio a idéia de pedir imagens aos vários cineastas e ativistas que registraram todo o processo de ocupação e também a crueldade da polícia militar para retirar as pessoas que ali estavam.
Com direção de Pedro Escobar e Pedro Vitor Ferraz, o clipe conta com imagens cedidas por Pedro Severian, Marcelo Pedroso, Chico Ludemir, Rafael Reines entre outros que permaneceram registrando imagens da ocupação desde seu início.

Assim nasceu mais um clipe colaborativo de China, mas em vez de ter imagens para emoldurar a sua canção, esse clipe serve para alertar as pessoas de todo o Brasil que somos capazes de mudar e colaborar com os rumos que as cidades brasileiras estão tomando. Discutir a cidade com as pessoas que habitam nela, é isso o que a ocupação do José Estelita pretende, e esse clipe funciona como forma de apoio e gratidão a todos os cidadãos que deixaram suas casas para mudar e questionar os rumos da cidade.
"Arquitetura de vertigem" faz parte do novo álbum de China, Telemática, que será lançado no início de setembro.

Patrícia Dornelas 

Nenhum comentário:

Postar um comentário