quinta-feira, 24 de julho de 2014

Sétima noite do Festival de Inverno de Garanhuns foi marcada pela saudade de Dominguinhos e pela despedida a Ariano Suassuna


A temperatura estava na casa dos 15.º e a garoa presença marcante no Festival de Inverno de Garanhuns caía em uma noite que parecia estar mais cinza, mais triste. Nos bastidores, os artistas comentavam e lamentavam a partida do escritor Ariano Suassuna e falavam da da saudade de Dominguinhos que partiu há exatamente um ano, em um 23 de julho.
Coincidência ou não, é muita perda para a cultura pernambucana e brasileira em muito pouco tempo.
Quem abriu a noite foi o grupo " Encanto e Poesia" formado pela família Marinho com Antônio, Greg e Miguel. Os meninos de São José do Egito abriram o show dedicando a Ariano e falou com Falando Francamente "Hoje é uma noite de coincidências. Nós já havíamos passado por este palco antiga Guadalajara hoje Mestre Dominguinhos, realizando participações , hoje é a primeira vez que realizamos um show inteiro no palco mestre Dominguinhos. E por coincidência da vida, no dia que Ariano falece,  e tem mais uma coincidência. Em setembro , nós estamos lançando o nosso segundo cd e a apresentação desse cd é de Ariano. Acho que talvez o último, se não um dos últimos que Ariano prefaciou". 
No palco, os meninos deram um show de poesia e boa música , mostrando a beleza da cultura do Pajeú , de suas raízes poéticas.


A segunda atração da noite , foi o garanhuense Alexandre Revoredo que completou 18 anos de carreira. O cantor, compositor e músico apresentou um show que mesclou jazz e samba em um trabalho autoral. No palco , Alexandre contou com a participação dos arcoverdenses Pablo Patriota e Zezinho do Acordeon e de Antônio Marinho.


Em seguida, a cantora Irah Caldeira subiu ao palco para lançar o seu mais novo trabalho "Esperando Setembro" produzido por Maciel Melo que faz uma particpação no disco além da participação da cantora Elba Ramalho. No repertório, músicas do novo trabalho e sucessos que marcaram a trajetória musical da mineira/pernambucana que fez o público forrozar e esquentar o frio na praça.


Josildo Sá subiu ao palco misturando seu samba de latada as músicas de vavá Machado sucessos nas vaquejadas. Repertório do seu novo trabalho Vaquerama.


A noite foi encerrada ao som da viola no encontro de dois gigantes da música popular brasileira. O Cantor e compositor Xangai e o poeta Maciel Melo com o " Projeto Cantoria". O público se emocionou com músicas como " Andança", A Volta da Asa Branca", " Menino Violeiro" e " Caboclo Sonhador".

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário