sexta-feira, 25 de julho de 2014

Rodoviários - Decretado estado de greve a partir da próxima segunda-feira (28)


Na tarde da última quinta-feira (24), a comissão negocial notificou formalmente a deflagração do movimento grevista, a partir da 0h da próxima segunda-feira (28). A comunicação foi feita na audiência em que empregados e patrões deveriam informar se acatavam a sugestão de 10% de aumento salarial feita pelo procurador chefe do Ministério Público do Trabalho em Pernambuco (MPT-PE), mediador do processo, José Laízio Pinto Júnior.

No encontro, o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros no Estado de Pernambuco (Urbana/PE) e o Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários de Passageiros do Estado de Pernambuco (Serpe) mantiveram a proposta de 5% no aumento de salário, criação de um banco de horas com validade de um ano, ampliação dos intervalos intrajornadas para quatro horas e a revalidação das cláusulas sociais da Convenção Coletiva de 2013, o que não foi aceito.

Não houve consenso quanto ao quantitativo mínimo de circulação da frota durante a greve. Os empregados entendem que 30% atende às necessidades dos usuários e o exercício do direito de greve, enquanto que os patrões entendem que nos horários de pico (5h30 às 9h e das 17h às 20h) deveria haver 100% da frota e nos demais 50%.

Valores – A comissão negocial dos trabalhadores chegou a concordar como aumento salarial de 10% e com o ticket alimentação de R$ 320 e a revalidação das cláusulas sociais. A primeira proposta da patronal ficou no valor de 2,5%, chegando a 5 %.Atualmente, o valor de salário recebido por motoristas é de R$ 1.605 mil e de cobradores R$ 783,30. Com o aumento de 10% sugerido pelo MPT, ficaria, em média, R$ 1.765,50 e R$ 861,63, para cada função, respectivamente. Já os fiscais, que recebem R$ 1.037, passariam para R$1.140,70.

Comissão negocial – Formada por integrantes da atual gestão do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários Urbanos de Passageiros do Recife e Regiões Metropolitanas da Mata Sul e Norte (STTREPE) e da diretoria eleita nas últimas eleições foi instituída para ficar a frente das negociações com o sindicato patronal. É constituída porBenilson Custódio da Silva, Diógenes José de Souza, Aldo Lima Silva, Genildo Pereira de Menezes, Maria do Carmo Costa Silva e Janete M de Souza Gorgonho.

MPT-PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário