sexta-feira, 25 de julho de 2014

Alceu Valença incendiou a oitava noite do Festival de Inverno de Garanhuns


O Palco Mestre Dominguinhos recebeu, na sua oitava noite, grandes nomes da música brasileira. Quem abriu a noite foi a Orquestra Jovem de Pernambuco sob a regência de Rafael Garcia. O grupo homenageou o escritor Ariano Suassuna. Depois o pianista erudito Arthur Moreira Lima, encantou ao público com um repertório que foi de Bach a Pixinguinha, passando Villa - Lobos , Chopin e Luiz Gonzaga.


A segunda atração da noite foi a cantora Lia Sophia que trouxe para o palco uma mistura do som do carimbó, da guitarrada e do merengue. O show contou com uma homenagem ao cantor Reginaldo Rossi. A canção “Ai Menina” sucesso na voz da cantora encerrou a apresentação.


A pernambucana, Nena Queiroga, abriu o show com " Memória Popular"  e fez a praça cantar e pular ao som de hits do nosso carnaval como " Ai que calor" de André Rio e composições de Marron Brasileiro como "'É tanto amor". A cantora encerrou o show cantando " Leão do Norte".


Mas o melhor da noite estava por vir. O cantor e compositor pernambucano Alceu Valença subiu ao palco e incendiou a Praça Mestre Dominguinhos com um repertório de sucessos como " La Belle du jour", " Girassol", “Pelas ruas que andei" e “Morena Tropicana”. Ao final de sua apresentação, o cantor atendeu o pedido do público e retornou ao palco por duas vezes e homenageou Ariano Suassuna cantando " Madeira que cupim não rói", levando o público de quase 30 mil pessoas ao delírio. 


Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário