Acredite se quiser. A Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDH), que tem a sua frente o pastor Marco Feliciano (PSC), aprovou nesta quarta-feira (16) o projeto de lei que permite a organizações religiosas expulsarem de seus templos pessoas que "violem seus valores, doutrinas, crenças e liturgias". A proposta ainda desobriga igrejas a celebrar casamentos em "desacordo com suas crenças". O objetivo é evitar que decisões judiciais obriguem a celebração de uniões entre homossexuais e permitir que manifestantes sejam expulsos dos templos se incomodarem. 

O autor do projeto é o deputado Washington Reis (PMDB)

Amannda Oliveira