quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Após morte de promotor, Ministério Público de Pernambuco cria força-tarefa para atuar no Agreste

Diante do assassinato do promotor de Justiça de Itaíba Thiago Faria Soares, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) emitiu três portarias designando novo promotor de Justiça para o município de Itaíba; uma equipe para atuar no inquérito policial referente ao assassinato de Thiago Faria; e uma força tarefa para atuar junto com os promotores de Justiça da 5ª Circunscrição Ministerial (sede em Garanhuns) em todos os processos civis e criminais da região.

Através da portaria PGR-PGJ n°1638/2013, foi designado o promotor de Justiça Marcelo Grenhalgh de Cerqueira Lima e Moraes Penalva Santos para o exercício pleno no cargo de promotor de Justiça de Itaíba, de 1ª Entrância, até ulterior deliberação, dispensando-o da anterior titularidade em São José da Coroa Grande.

Ante o conhecimento de que o assassinato de um promotor de Justiça atinge a todo o Ministério Público Brasileiro, foi pensado pelo procurador-geral de Justiça, Aguinaldo Fenelon de Barros, uma nova forma de atuação conjunta, com a colaboração do Grupo Nacional de Combate às Organizações Criminosas, do Conselho Nacional de Procuradores-gerais (GNCOC/CNPG). Portanto, a portaria PGR-PGJ n° 1641/2013, designou sete promotores de Justiça para atuarem em conjunto ou separadamente com o novo promotor de Justiça de Itaíba, Marcelo Grenhalgh, no inquérito policial referente ao assassinato do Thiago Faria Soares.

Para colaborar nesse inquérito, foi acatada a indicação, pelo GNCOC/CNPG de três promotores de Justiça de outros estados para colaborar com o MPPE.
Também foi constituída, através da portaria PGR-PGJ n°1642/2013, em face dos altos índices de criminalidade da região, uma força tarefa para atuar em todos os processos civis e criminais da 5ª Circunscrição Ministerial. Foram designados para atuarem junto com os promotores de Justiça titulares da 5ª Circunscrição, integrantes do Núcleo de Inteligência do Ministério Público (NIMPPE)), do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco), e ainda seis promotores de Justiça.

5ª Circunscrição Ministerial – O MPPE é dividido em 14 Circunscrições Ministeriais, a 5ª é composta por 22 municípios. São eles: Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçado, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Itaíba, Jucati, Jupi, Jurema, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmeirinha, Paranatama, Saloá, São João e Terezinha.

Informações: MPPE

Nenhum comentário:

Postar um comentário