quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Pacto pela Saúde volta ao município de Arcoverde



Pouco mais de cinco meses após apresentar os primeiros indicadores do Pacto pela Saúde na VI Gerência Regional de Saúde (Geres), com sede em Arcoverde, o secretário estadual de Saúde, Antonio Carlos Figueira, volta ao Sertão do Estado para dar início ao segundo ciclo de audiências públicas para divulgação do Painel de Indicadores Regionais do Pacto pela Saúde. 
 
O evento, que contará com a presença da prefeita Madalena Britto e outros gestores municipais, políticos, conselheiros de saúde, sociedade civil organizada e população em geral, será realizado no auditório da Autarquia de Ensino Superior de Arcoverde (AESA), localizada na Rua Gumercindo Cavalcante, n° 420, bairro de São Cristovão, a partir das 15h.
 
Criado em 2011, o Pacto pela Saúde é uma ferramenta de gestão que acompanha e direciona as políticas públicas de saúde e tem como objetivo prioritário reduzir, em Pernambuco, os índices de mortes que podem ser evitadas por ações efetivas dos serviços de saúde. Para alcançar as metas, a SES acompanha, periodicamente, indicadores de saúde que demonstram o desempenho da rede de serviços do Estado, compreendendo as ações de atenção primária e de atenção especializada ambulatorial e hospitalar.
 
 “O nosso retorno aos municípios é primordial para atingir uma dos principais objetivos do Pacto pela Saúde, que é o debate entre os entes federativos que compõem o Sistema Único de Saúde e a sociedade civil organizada. Analisando os indicadores de saúde, podemos planejar ações para melhorar os serviços de saúde de cada região”, explica o secretário Antonio Carlos Figueira
  
INDICADORES – Em todos os 13 municípios que compõem a VI Geres foram analisados dez indicadores de saúde que mostram o desempenho da rede de serviços. Entre os índices analisados pelo Pacto pela Saúde, até maio de 2013, os que mais preocupam são os de diabéticos e hipertensos cadastrados na atenção básica. Boa parte dos municípios possuem menos de 70% dos portadores dessas doenças cadastradas na atenção básica.
 
Por outro lado, o ponto positivo dos índices analisados pelo Pacto é a cobertura da Estratégia de Saúde da Família, que é superior a 70% em quase todas as cidades da VI Geres. Além disso, todos os municípios estão enviando com regularidade as informações sobre mortalidade.
 
MUNICÍPIOS – Além de Arcoverde, município sede, a VI Gerência Regional de Saúde é formada pelas cidades de Buíque, Custódia, Ibimirim, Inajá, Jatobá, Manari, Pedra, Petrolândia, Sertânia, Tacaratu, Tupanatinga, Venturosa.
 
Fonte: SES-PE

Nenhum comentário:

Postar um comentário