quinta-feira, 25 de julho de 2013

Violência contra a mulher no Festival de Inverno de Garanhuns.

Lamentavelmente o FIG deste ano, serviu de palco para um ato de violência conta a mulher. Ortinho, vocalista da banda Querosene Jacaré, entoou frases e incentivo a violência sexual contra a mulher, “só respeitem as mulheres grávidas,nas outras podem meter o dedo no parreco, que elas querem dar. podem meter o dedo, que todo mundo quer foder.” Falou o cantor, durante show no palco pop, que aconteceu por volta da 20hs, no Parque Euclides Dourado, no ultimo sábado.

Segundo ONU - Organização das Nações Unidas , Qualquer ato de violência baseada em gênero que resulta em sofrimento físico, sexual ou psicológico, incluindo ameaças destes tipos de violência, coerção ou privação de liberdade, seja no âmbito público ou privado é considerado violência contra a mulher.

 A responsável pela Coordenadoria da Mulher em Garanhuns, Eliane Simões, vai participar de uma reunião com integrantes do Governo Municipal, para elaborada uma nota de repúdio à apresentação da Banda Querosene Jacaré, quando o vocalista Ortinho entoou frases de incentivo a violência contra a mulher.

“O comportamento do vocalista da banda foi ultrajante e nossa determinação é no sentido de que o mesmo seja banido para sempre do nosso Festival. Estudaremos medidas legais que serão tomadas contra a atitude vergonhosa e desrespeitosa dessa banda, contra as mulheres de nossa terra”, revelou a Coordenadora da Mulher.
Diante de toda essa polemica, acredito que Participar na batalha pela eliminação da violência contra as mulheres é, ao mesmo tempo, um dever cívico e uma exigência ética.

A violência contra a mulher pode se manifestar de várias formas e com diferentes graus de severidade. Estas formas de violência não se produzem isoladamente, mas fazem parte de uma seqüência crescente de episódios, do qual o homicídio é a manifestação mais extrema.

Conheça os tipos de violência contra a mulher! A informação é a melhor arma contra esse mau.
Violência de gênero

Violência de gênero consiste em qualquer ação ou conduta, baseada no gênero, que cause morte, dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico à mulher, tanto no âmbito público como no privado. A violência de gênero é uma manifestação de relações de poder historicamente desiguais entre homens e mulheres, em que a subordinação não implica na ausência absoluta de poder.

Violência intrafamiliar
A violência intrafamiliar é toda ação ou omissão que prejudique o bem-estar, a integridade física, psicológica ou a liberdade e o direito ao pleno desenvolvimento de outro membro da família. Pode ser cometida dentro ou fora de casa por algum membro da família, incluindo pessoas que passam a assumir função parental, ainda que sem laços de consangüinidade, e em relação de poder à outra. O conceito de violência intrafamiliar não se refere apenas ao espaço físico onde a violência ocorre, mas também às relações em que se constrói e efetua.

Violência doméstica
A violência doméstica distingue-se da violência intrafamiliar por incluir outros membros do grupo, sem função parental, que convivam no espaço doméstico. Incluem-se aí empregados(as), pessoas que convivem esporadicamente, agregados. Acontece dentro de casa ou unidade doméstica e geralmente é praticada por um membro da família que viva com a vítima. As agressões domésticas incluem: abuso físico, sexual e psicológico, a negligência e o abandono.

Violência física
Ocorre quando uma pessoa, que está em relação de poder em relação a outra, causa ou tenta causar dano não acidental, por meio do uso da força física ou de algum tipo de arma que pode provocar ou não lesões externas, internas ou ambas. Segundo concepções mais recentes, o castigo repetido, não severo, também se considera violência física.

Violência sexual
A violência sexual compreende uma variedade de atos ou tentativas de relação sexual sob coação ou fisicamente forçada, no casamento ou em outros relacionamentos.
A violência sexual é cometida na maioria das vezes por autores conhecidos das mulheres envolvendo o vínculo conjugal (esposo e companheiro) no espaço doméstico, o que contribui para sua invisibilidade. Esse tipo de violência acontece nas várias classes sociais e nas diferentes culturas. Diversos atos sexualmente violentos podem ocorrer em diferentes circunstâncias e cenários. Dentre eles podemos citar:

Violência psicológica
É toda ação ou omissão que causa ou visa causar dano á auto-estima, à identidade ou ao desenvolvimento da pessoa. Inclui:

Violência econômica ou financeira
São todos os atos destrutivos ou omissões do(a) agressor(a) que afetam a saúde emocional e a sobrevivência dos membros da família. Inclui:

Violência institucional

Violência institucional é aquela exercida nos/ pelos próprios serviços públicos, por ação ou omissão. Pode incluir desde a dimensão mais ampla da falta de acesso à má qualidade dos serviços. Abrange abusos cometidos em virtude das relações de poder desiguais entre usuários .

Fonte: Mulher de Corpo Inteiro (BLOG)

Nenhum comentário:

Postar um comentário