sexta-feira, 26 de julho de 2013

Elba Ramalho e Spok dão um show de frevo na Guadalajara



Spok Frevo Orquestra e Elba Ramalho subiram ao palco da Guadalajara para encerrar a noite de quinta-feira do Festival de Inverno de Garanhuns e deram um verdadeiro show de frevo.

O show começou com um frevo instrumental de Dominguinhos intitulado " Onze de abril" , depois foi a vez de " Passo de Anjo". A paraibana, Elba Ramalho, entrou para dar voz ao frevo cantando clássicos como "De Chapéu de Sol Aberto", "Batutas de São José"  e "Bom Danado". Spok falou da influência do frevo pernambucano na música bahiana e trouxe canções de Caetano Veloso "A Filha da Chiquita Bacana" e "Chuva, Suor e Cerveja". De Moraes Moreira veio "Bloco do Prazer". 

O frevo de bloco também foi lembrado pelo maestro que tocou "Evocação N° 1", "Último Regresso" e "Valores do Passado". O repertório ainda apresentou frevos de Chico Buarque como "Noite dos Mascarados" e Tom Jobim com Vinícius de Moraes "Frevo de Orfeu".

O show ainda destacou "Frevo Mulher", de Zé Ramalho, e "Vassourinhas", de Mathias da Rocha . Como não poderia ser diferente, Elba cantou quase à capela "De Volta pro Aconchego" do mestre Dominguinhos em sua homenagem levando músicos e público as lágrimas. A cantora afirmou: "Não sei nem porque eu vim, achava que não ia conseguir cantar, porque estou emocionalmente abalada. Já chorei, sofri muito. Eu sempre disse a Deus que se Dominguinhos morresse eu iria sofrer muito, mas pedi a Ele para estar com ele e o Senhor me permitiu estar em Recife e agora em Garanhuns, dois lugares que ele amava muito".

Ao término do show o público que estava na Guadalajara começou a gritar : FREVO FREVO e Spok e Elba voltaram para tocar mais duas músicas, mostrando que o que é nosso está no sangue e no coração do povo que cantou e dançou em grande coro todo o repertório.

Amannda Oliveira


Nenhum comentário:

Postar um comentário