sábado, 20 de julho de 2013

Atrações da Guadalajara aquecem e emocionam público na segunda noite do Festival de Inverno de Garanhuns


À terceira noite do Festival de Inverno de Garanhuns, marcava 14ºC, mas isso não espantou o público que lotava a Praça Guadalajara na noite de sexta-feira (20). Em um dia de pluralidade musical, as atrações agitaram e emocionaram e aqueceram a Guadalajara. Quem abriu a noite foi o cantor , compositor e produtor carioca Zé Ricardo, estreante no festival cativou o público em sua apresentação. Com um repertório que agregou qualidade, consciência e sucesso o artista fez o público cantar junto músicas como " Eu só quero um xodó", " Com ela sou mais eu" e " Exato Momento" que fez parte da trilha sonora da novela Aquele Beijo. Outro destaque do show foi a sua parceria com a cantora Paula Lima fruto do Projeto Concertos Únicos que deu início ao Palco Sunset um dos destaques do Rock in Rio Portugal.

A segunda atração da noite foi a orquestra Santa Missa que levou para o palco a parceria com DJ Dolores e Chico César,que atraiu a atenção do público pela genialidade no palco.



Karina Buhr, entre um grito e uma desafinada levou para o palco um show mais teatral, misturando MPB, rock e manguebet acompanhada por Edgard Scandurra na guitarra. Mas um dos shows que mais emocionou o público, foi sem sombra de dúvidas o de Dado Villa Lobos, que fez os fãs do Legião Urbana viajarem no tempo.

Dado interagiu com o público que ficou emocionado com o repertório do show que contou com a participação de Toni Platão. Canções que marcaram a história de muita gente como “Pais e Filhos”, “Tempo Perdido” e “Ainda é Cego” foram cantadas em um grande coro com a platéia.
Músicas do seu trabalho solo " Colapso" também foram apresentadas.


Fechando a noite, o maranhense Zeca Baleiro, fez um grande show e interagiu o tempo inteiro com o público. Num show onde todas as fases do artistas poderiam ser vistas foram cantadas músicas como “Por onde Andará Stephen Fry”, de seu primeiro álbum, de 1997, até o mais recente “Disco do ano”, lançado em 2012, Zeca passou por todas as músicas que fizeram história como “Salão de beleza”, “Alma não tem cor”, “Quase nada” ou “Telegrama”.
 O artista ainda passeou pelo forró e deu um show de versatilidade.
Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário