sábado, 22 de junho de 2013

No Alto do Cruzeiro em Arcoverde, Coco mostra por que resiste ao tempo


Um dos polos mais tradicionais do São João de Arcoverde, teve uma tarde de sexta-feira repleta de tradição e é claro forró da melhor qualidade.
Quem abriu as atividades no polo foi a Banda Pau no Xote, que tocou o autêntico forró pé de serra para o público que começava a chegar ao Cruzeiro, sendo boa parte dele já de turistas.

A segunda atração da noite, emocionou o público e mostrou por que o Coco é uma tradição que resiste ao tempo. Comandado por Dona Severina Lopes o Coco das Irmãs Lopes subiu ao palco e encantou a todos com a tradição que segue de geração em geração.

Durante a apresentação um bar localizado no Alto do Cruzeiro, começou a tocar sons de boate de forma tão absurda que cobria o som do palco.
O público presente se revoltou e pediu ao locutor do evento que chamasse a polícia para acabar com a falta de respeito.

Ao término do show das Irmãs Lopes, o locutor Manguaça, chamou a atenção do proprietário do bar no microfone exigindo respeito aos artistas da terra e aos presentes e foi ovacionado pelo público e imprensa que se encontravam no local.


Quem encerrou os shows foi o cantor Benil com o seu Forró na Medida que este ano comemora 10 anos de estrada e que trouxe para a cidade o seumais novo trabalho intitulado " Forró de Todos os tempos" que traz canções inéditas e composições conhecidas de nomes como  Luiz Gonzaga, Geraldinho Lins, Petrúcio Amorim, Dorgival Dantas, dentre outros.

Hoje no Cruzeiro se apresentam:

15h00 - Forró Balaio de Cheiro;
17h00 - Quebra Coco Aliança;
18h00 - Charles Teony


Amannda Oliveira



Nenhum comentário:

Postar um comentário