sábado, 22 de junho de 2013

Audiência Pública define ações para o o 23.º Festival de Inverno de Garanhuns


Na Última quinta-feira (20), representantes do Governo Municipal juntamente com outras autoridades locais se reuniram na sede municipal do Ministério Público do Estado de Pernambuco (MPPE) para discutir a atuação das instituições competentes na 23ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns. A audiência foi presidida pela promotora de Justiça da Vara da Infância e Juventude da Comarca de Garanhuns, Marinalva de Almeida.

Entre os assuntos da pauta de discussão estavam as ações para cuidados às crianças e adolescentes. Os pilares apresentados e aprovados durante o encontro foram embasados na experiência adquirida pelos servidores nos anos anteriores. "É necessário minimizar os problemas com medidas preventivas no festival. Sabemos que as questões que envolvem a venda de bebidas alcoólicas e outras substâncias, além da exploração sexual existem. Com um trabalho de parceria, é possível conseguir bons resultados", completou, logo no início do momento, a promotora.

Definições -  Durante os 10 dias de evento, ficará proibida a venda de bebidas alcoólicas e outras substâncias à crianças e adolescentes; as garrafas de vidro também serão bloqueadas dentro dos polos de animação e serão controladas de perto, nas entradas; o trabalho e exploração sexual infantil permanece fiscalizado pelos educadores sociais - serão, ao todo, 31 selecionados pela Secretaria de Assistência Social; as polícias Civil e Militar terão efetivos direcionados, assim como a Polícia Rodoviária Federal e Corpo de Bombeiros; a Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT) também atuará com seu efetivo nas ruas de Garanhuns; nos camarotes, menores de 12 anos completos só poderão ter acesso ao evento mediante Termo de Responsabilidade assinado pelos pais ou responsáveis; nos demais polos, também haverá a atuação mais efetiva dos educadores sociais e Conselho Tutelar.

Colaboração: Cloves Teodorico




Nenhum comentário:

Postar um comentário