sábado, 20 de abril de 2013

Médicos denunciam descaso no Hospital Regional Dom Moura

http://www.simepe.org.br/novoportal/wp-content/uploads/2013/04/DSC05480.jpgRepresentantes das entidades médicas de Pernambuco, Simepe e Cremepe, estiveram  reunidos com os médicos do Hospital Regional Dom Moura, em Garanhuns, para discutir sobre os problemas que os profissionais e pacientes tem enfrentado diariamente na unidade de saúde.

Na ocasião, os médicos relataram sobre o déficit de recursos humanos, principalmente de pediatras e cirurgiões gerais, escalas incompletas, sucateamento dos equipamentos no bloco cirúrgico, escassez de insumos e sobrecarga de trabalho.  Além disso, também expuseram que por diversas vezes  são constrangidos e sofrem tentativas de intimidação pela Policia Militar, durante os atendimentos. “A insatisfação é geral. Lamento o dia em que entrei no Hospital Dom Moura”, desabafou um dos médicos.

A presidente do Cremepe, Helena Carneiro Leão, esclareceu que as denúncias serão analisadas  junto ao relatório de fiscalização do Hospital Dom Moura, na plenária do Conselho, a ser realizada na próxima segunda-feira (22/04). Ainda de acordo com a presidente, a interdição ética de alguns setores será levada à pauta da plenária, quando os conselheiros irão decidir a melhor decisão a ser tomada.
Em relação às tentativas de intimidação sofridas pelos médicos, o diretor de comunicação do Simepe, Silvio Rodrigues, orientou que esses casos sejam repassados a Defensoria Médica do Sindicato, para que junto ao corpo jurídico da instituição seja tomada as medidas cabíveis.

Durante a tarde, os representantes das entidades médicas conversaram com a diretora administrativa da unidade de saúde, Carla Freitas, e questionou sobre as queixas dos profissionais e a situação estrutural do Hospital. Em seguida, foram ao Ministério Público de Pernambuco/ Regional Garanhuns, onde repassaram os problemas instalados no Hospital Regional Dom Moura ao promotor Alexandre Bezerra. Na opinião do vice-presidente do Simepe, Fernando Cabral, o promotor se mostrou sensível às demandas apresentadas, inclusive se comprometendo a solicitar a Comisssão de Saúde, uma audiência pública  na Assembleia Legislativa. “Ainda esta semana será enviado ao MPPE cópia do relatório da fiscalização do Hospital”, acrescentou.

À noite, os médicos voltaram a se reunir com os representantes do Simepe e Cremepe, no auditório da Unimed Agreste Meridional, onde ficou decidido aguardar o resultado da plenária, também ficou definido, a convocação de uma Assembleia Geral (AGE) dos médicos vinculados à Prefeitura de Garanhuns para discutir a situação do profissional no município.  O dia combinado para a realização da AGE foi 02 de maio, entretanto, devido a realização da assembleia dos médicos do Recife, marcada para este mesmo dia, a data da AGE dos médicos de Garanhuns foi remarcada para 09 de maio, às 19h30, no auditório da sede da Unimed.
Estiveram presentes também nas reuniões, o Vice-presidente do Cremepe, José Carlos Alencar, os conselheiros Ricardo Paiva, André Dubeux e Jane Lemos.

Colaboração: Francisco Carlos

Nenhum comentário:

Postar um comentário