quarta-feira, 23 de maio de 2012

Projeto Contra o Crack do Ministério Público de Pernambuco nascido em Arcoverde é adotado no Ceará.



O projeto criado em Arcoverde pelo Ministério Público de Pernambuco e batizado inicialmente de "Arcoverde Contra o Crack" deu tão certo que foi adotado para todo o estado sendo rebatizado de "Pernambuco contra o Crack" . O projeto que possui ações de combate e prevenção ao uso das drogas em Pernambuco será usado como base para o recém-criado “Comitê Estadual de Enfrentamento às Drogas”, do Ceará. O lançamento oficial acontecerá na próxima quinta-feira (24), em solenidade na sede do Ministério Público Cearense (MPCE). Na ocasião, o idealizador e coordenador do projeto pernambucano, promotor de Justiça Carlos Eduardo Seabra, estará presente e fara palestra a respeito do programa e da experiência desenvolvida em Arcoverde.

Em um ano e quatro meses de criação e desenvolvimento do projeto “Pernambuco contra o crack”, o MPPE pode comemorar a diminuição em  67,5% no número de casos de adolescentes em conflito com a lei, na Região de Arcoverde, área do projeto piloto. Ao longo desse tempo, a iniciativa foi expandida para outros municípios, como Caruaru e Garanhuns. 

Com o tema: “Prevenção ao crack e outras drogas, mobilização social e ocupação de territórios por atividades de cidadania”, a palestra do promotor de Justiça tem como objetivo convidar e estimular o Estado do Ceará a desenvolver atividades contra o uso e tráfico de entorpecentes, tomando como base o que foi feito no Sertão de Pernambuco. 

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário