quinta-feira, 31 de maio de 2012

Eduardo defende maior fiscalização no preço e na qualidade da energia.

Fotos: Aluísio Moreira/SEI

Fazer com que os investimentos em energia se transformem em desenvolvimento econômico. Esse foi o maior desafio lançado pelo governador Eduardo Campos durante a XVI Conferência Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (CNLE), realizada nesta quinta-feira (31), na cidade de Natal (RN).

Considerado o maior encontro parlamentar da América Latina, o evento promovido pela União Nacional dos Legisladores e Legislativos (Unale) reuniu cerca de 1,2 mil participantes. A programação teve início ontem e segue até amanhã (1º). O dia de hoje foi dedicado ao debate de temas importantes e de abrangência nacional.
A apresentação de Eduardo durou quase uma hora. Ele falou sobre ‘matrizes energéticas e alternativas para o futuro’. O governador passou por questões como o controle social exercido pelas assembleias legislativas no padrão e no preço cobrado nas contas de energias.

 “É preciso colocar na agenda do parlamento brasileiro o intenso olhar na qualidade da energia, enquanto serviço público que está sendo prestado, e também debater a formação do seu preço, tanto para as casas das pessoas, como para a produção brasileira”, defendeu.

Eduardo saiu em defesa de uma diminuição do preço da energia. “Temos que pensar num valor justo que possa garantir a competitividade dos produtos brasileiros”, disse, lembrando que seu Governo decretou o fim dos impostos nas contas de luz da população de baixa renda.

VERDE – Citando os casos da Arena Pernambuco e do Hospital Pelópidas da Silveira, onde as novas energias já são utilizadas, o governador sugeriu a criação de uma Lei que padronize a construção de prédios públicos no Brasil, usando a luz solar e com reuso da água, entre outras práticas de consumo consciente e sustentável. “Esse é o futuro”, cravou. 

Prestigiaram o evento a governadora do RN, Rosalba Ciarlini, o presidente da Assembleia Legislativa do RN e de PE, Ricardo Motta e Guilherme Uchôa, respectivamente, além do presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), José Luís Schafer, e vários deputados pernambucanos e potiguares.

Nenhum comentário:

Postar um comentário