sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Cerca de 500 trabalhadores da indústria são certificados pelo SESI em curso de informática

O auditório montado no salão de eventos da fábrica da Bombril Nordeste, em Abreu e Lima, ficou pequeno para os mais de 100 formandos da 3ª etapa da turma de Inclusão Digital do projeto SESI Educa. A ação, que ocorreu na quinta-feira (16), é fruto de uma parceria entre o SESI e a Fibrasa Nordeste, e contou com alunos das duas empresas já citadas e das Indústrias Reunidas Renda, Multi Confecções, Tavex Brasil e Schincariol. 

As aulas ocorrem na biblioteca SESI Indústria do Conhecimento, montada dentro da fábrica da Fibrasa, empresa responsável pela manutenção do equipamento. Novas turmas estão sendo estruturadas nos municípios de Abreu e Lima e Paulista, e a ideia para 2012 é expandir o curso para outras cidades do Estado, principalmente no interior de Pernambuco.

A educação continuada, como é feita dentro do programa SESI Educa, é uma das estratégias de maior impacto na busca da melhoria contínua de formação de mão de obra do setor produtivo. O superintendente industrial da Fibrasa, Marcelo Fonseca, que na ocasião estava representando o diretor-presidente da empresa, Sérgio Souza Rogério de Castro, abriu a solenidade pedindo uma salva de palmas para todos os formandos. “É com muita honra que venho mais uma ao fechamento de mais uma etapa desse projeto. Esse tipo de iniciativa é extremamente importante se analisarmos a velocidade com que a indústria pernambucana vem crescendo nos últimos anos”, analisou Fonseca. 

Para o superintendente do SESI/PE, Ernane Aguiar, o Estado vem observando uma mudança radical na dinâmica de migração de trabalhadores graças aos investimentos feitos recentemente. “Se antes víamos uma migração de mão de obra para o Sudeste do País, esse movimento foi substituído por uma repatriação desses trabalhadores, que estão voltando para Pernambuco. Queremos qualificar o trabalhador pernambucano para que ele possa assumir cargos maiores dentro das empresas, e o SESI é vem acreditando no desenvolvimento dessas pessoas”.

Balanço - Cerca de 500 trabalhadores pernambucanos foram certificados pelo SESI no curso de informática em 2011. Os industriários participaram do projeto de Inclusão Digital, oferecido pela iniciativa Indústria do Conhecimento, em parceria com empresas e prefeituras locais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário