quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Fiscais encontram lençóis descartados pelos EUA em hotel de Timbaúba


Fiscais da Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária (Apevisa) encontraram lençóis descartados por hospitais americanos sendo usados em hotéis e pousadas de Timbaúba, Mata Norte do Estado. O município fica a 158 Km de Santa Cruz do Capibaribe, onde uma empresa estaria importando o lixo hospitalar dos Estados Unidos. 


A descoberta foi na última segunda-feira (17).No hotel Stylus, alguns lençóis estavam estendidos no varal. Dentro, as camas dos quartos estavam forradas com lençóis iguais. Neles, lê-se a inscrição “serviços de saúde”, em inglês.

Apesar disso, o dono do hotel, Marcondes Mendes, disse que em nenhum momento suspeitou que os lençóis fossem de hospitais. “Usamos esses lençóis há quase dois anos. Eu comprava no comércio aqui, em Timbaúba mesmo. Olhava o tamanho do lençol, comprava, tudo novo, lavava e começava a usar.
Eles tinham os preços mais em conta. A diferença é de R$ 3 para o [lençol] normal. Nunca estranhei a inscrição, não tinha noção nenhuma do que poderia ser. Eu acredito que muita gente aqui compre, porque vende à vontade na porta do armazém. Comprei inocente, como qualquer outro que estava comprando. Só comprei porque o preço era mais em conta, e o material bom”, contou.

Agentes da Apevisa também encontraram alguns tecidos com nomes de hospitais americanos, bem parecidos aos encontrados em contêineres no Porto de Suape, no dia 11 de outubro, à venda em lojas da cidade. Em um dos armarinhos mais populares do local, os itens estavam em promoção. Informadas da procedência das peças, todas as clientes disseram que, se soubessem que os lençóis foram descartados por hospitais, não comprariam.

A dona da loja não estava na cidade. Por telefone, ela falou à reportagem da Globo Nordeste que os lençóis foram comprados como retalho a comerciantes de Santa Cruz de Capibaribe. Ela informou também que não tinha ideia de que o tecido não podia ser comercializado no Brasil.
Fonte: Timbaúda para Todos

Comentário da Blogueira

Após chegar a empresa em Santa Cruz do Capibaribe, a Vigilância Sanitária começa a desenrolar um pouco do fio da meada do estrago provocado por um ato ilegal e irresponsável. Primeiro Santa Cruz do Capibaribe, depois Toritama e Caruaru e agora, Timbaúda.

Imaginem só o tamanho do estrago na saúde de milhares de pessoas que este ato pode ter causado.
Você chega em um hotel e confia nos lençóis que forram a cama ,na toalha com a qual se enxuga e depois dessa descoberta de importação de lixo hospitalar, vamos começar a levar os nosso lençóis aos hotéis e as nossas toalhas, mas , será que adianta? 
O pólo têxtil já está sentindo na pele o resultado desta ação que esperamos seja punida pela justiça e agora a zona da mata também começa a demonstrar que o problema não se resumia aos pólos como pensamos.
O que será que vai ser descoberto ainda?

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário