segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Festival Pernambuco Nação Cultural chega a Mata Sul


Água Preta, Barreiros, Catende, Gameleira, Rio Formoso, Tamandaré e Vitória de Santo Antão. Estes são os municípios da Mata Sul que integram o Festival Pernambuco Nação Cultural que terá como pólo a cidade de Palmares. O evento começa nesta segunda-feira (17) e segue até o próximo sábado (22) de outubro e terá ações voltadas as artes cênicas, literatura, fotografia, artesanato e audiovisual.

A programação do palco principal, que começa às 20h no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga, no centro de Palmares, mesclará grandes nomes da nossa música e artistas regionais.


SHOWS DO PALCO PRINCIPAL

Dia 21 - Sexta-feira

Cikó Macedo,Renata Rosa, Silvério Pessoa, Petrúcio Amorim e Geraldinho Lins. 

Dia 22 - Sábado 

Zé Ripe, Edilza, Maciel Salú, Orquestra Contemporânea de Olinda e Elba Ramalho.

PALCO REGIONAL 

Localizado na Praça Paulo Paranhos, centro da cidade. As atividades começam sempre às 18h.. Nela se apresentarão artistas da região da Mata Sul como o Samba de Matuto Leão do Norte, Os Kabras do Rio, Emboladores Mirim, Aurinha do Coco, Reginaldo Violeiro, e muitos outros.

LITERATURA – Projeto já consagrado nos festivais de Garanhuns, Gravatá e Petrolina, o A Gente da Palavra chega a Palmares nos dias 21 e 22, com participação dos poetas Mariane Bígio, Artur Rogério e outros da região. Eles levam poesia até as pessoas, indo até suas casas e trabalho. Outra ação importante desta linguagem, inédita nos festivais, é o projeto Literatura nas Paradas. Os poetas fazem “ponto” nas paradas de ônibus, recitando poesias para as pessoas que estão em trânsito pela cidade e disponibilizando a todos uma minibiblioteca ambulante.

AUDIOVISUAL – A mostra itinerante Cinema na Rua, durante toda a semana do festival, passará por Palmares, Água Preta, Barreiros, Catende, Gameleira e Rio Formoso, exibirá durante a semana os seguintes filmes: Faço de Mim o que quero, de Sérgio Oliveira e Petrônio de Lorena; Até onde a vista alcança, de Felipe Peres Calheiros; Aqui mora uma pessoa feliz, de Jean Santos; Jumento Santo e a Cidade que acabou antes de começar, de Leonardo Domingues e William Paiva; Incenso, de Marcos Hanois e Vou Estraçaiá, de Tiago Leitão.


OFICINAS – Entre os dias 18 e 21, cerca de quase 30 ações de formação serão ministradas por técnicos da Fundarpe, que irão se espalhar pelos municípios da Mata Sul, dando oficinas dos mais variados temas como iniciação à fotografia, montagem de rádios comunitárias, fanzines, filmagem e edição de vídeos, entre muitos outros. Dessa forma, o FPNC objetiva plantar uma semente em cada cidade, possibilitando ao público a chance de adquirir conhecimentos importantes para sua profissionalização.

Informações : Fundarpe


Nenhum comentário:

Postar um comentário