quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Projeto pretende oferecer apoio religioso a presidiários e doentes

Pessoas internadas em hospitais das redes pública e privada e detentos abrigados em estabelecimentos prisionais civis e militares do Estado podem vir a contar com apoio religioso de todos os credos. O Projeto de Lei nº 327/11, de autoria do deputado Betinho Gomes (PSDB), trata o assunto e recebeu parecer favorável, ontem, durante a reunião da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Alepe. O relator foi o deputado Sérgio Leite (PT). 


O texto dispõe que só receberá assistência religiosa quem desejar. A negativa para o atendimento religioso deverá ser feita de forma expressa, pelo internado, preso ou por familiares, quando os potenciais beneficiados não tiverem discernimento para a prática do ato ou não forem capazes de expressar a própria vontade. Para o presidente da Comissão de Cidadania da Alepe, Betinho Gomes (PSDB), a iniciativa é importante pois tenta amenizar o sofrimento. “A intenção é fortalecer o trabalho de capelania e, assim, levar mensagens de fé e conforto para que as pessoas se sintam prontas a superar a situação em que se encontram”, destacou o tucano. Durante o encontro, também foram distribuídas cinco proposições e aprovadas outras quatro. O deputado Manoel Santos (PT) participou do debate. 

Fonte: Alepe

Nenhum comentário:

Postar um comentário