sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Arcoverde e Garanhuns, cidades tomadas pelo lixo


Em agosto de 2010, o então Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, sancionava a Nova Lei do Lixo que passou vinte anos tramitando no Congresso Nacional e que seria para o país um divisor de águas na destinação do lixo no Brasil.

Hoje, mais de um ano depois, ao caminhar pelas ruas das cidades de Arcoverde e Garanhuns, percebesse duas cidades cheias de lixo, seja ele residencial ou de entulhos resultantes das construções de duas cidades onde a construção civil tem crescido a olhos vistos.

Segundo a nova lei de resídios sólidos como alguns chamam, as prefeituras, indústrias, pessoas físicas e comércio devem apresentar no projeto de construção ou reforma, a destinação dos entulhos em construções e o destino de material tóxico como pilhas, lâmpadas materiais eletroeletrônicos e o lixo deve ser separado por nós nas nossas casas de forma adequada, isto é, plástico, vidros, papel, etc..

Mas, ao passear pelas ruas e até BR destas cidades, percebemos que por mais que os caminhões de lixo passem nas nossas ruas , e eles passam, diga-se de passagem, as pessoas continuam a jogar lixo nas ruas e a amontoar onde podem material de construção, como resto de cerâmica, madeira com pregos, gesso, etc..

É fácil encontrar sacos plásticos voando, fraldas descartáveis abertas com moscas voando em cima, caixas de papelão, pilhas, celulares velhos e todo tipo de coisa em um simples passeio pelas ruas.

O Governo Federal deveria organizar propagandas de conscientização e as prefeituras deveriam capacitar os funcionários responsáveis pela limpeza das cidades. A Prefeitura de Garanhuns  começou a capacitar os seus , mas apenas os que retiram os lixos das portas em cima dos caminhões. 

Não seria necessário, se realizar um trabalho de retirada do lixo jogado nas ruas? 


Segundo estudo do Instituto de Pesquisa Aplicada – IPEA, o Brasil perde a cada ano cerca de R$ 8 bilhões por não reciclar o seu lixo. Um mal que afeta o bolso, a saúde e meio ambiente.

Nova Lei do Lixo, quando vai entrar em vigor?

Amannda Oliveira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário