quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Deu pizza e cerveja! Câmara absolve Jaqueline Roriz



A Câmara dos deputados em uma votação secreta, absolveu nesta terça-feira (30), por 265 votos a 166 e 20 abstenções, a deputada federal Jaqueline Roriz (PMN-DF) do processo que pediu a sua cassação.

A deputada foi gravada recebendo dinheiros do delator do mensalão do DEM Durval Barbosa em 2006 e divulgada no início deste ano.
Jaqueline só perderia o mandato se os 257 deputados votassem a a favor, isto é, mais da metade dos 513 parlamentares.Como não foi surpresa pra ninguém a votação foi secreta e tudo terminou em pizza regada a cerveja.

Se valendo de uma decisão do Conselho de Ética de 2007, o advogado da deputada, José Eduardo Alckmin, usou a tese de que o parlamentar só pode ter o mandato cassado por fato ocorrido no exercício do mandato. 

Na tribuna, Jaqueline afirmou que sofreu uma "implacável condenação por parcelas da mídia e que a dos excessiva que sofreu a fez se calar.

Agora, como é que ela é GRAVADA recebendo dinheiro de um mensalão e  fala sobre ética? Ela disse que não estava submetida ao código de ética do parlamento e por isso não havia tido quebra de decoro.

Como fica a cara do parlamento brasileiro com mais este resultado vergonhoso? Por que os deputados que votaram na absolvição da deputada não o fizeram sem esconder-se nas sombras?

Alguém ai quer pizza?

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário