domingo, 22 de maio de 2011

Amanda Gurgel no Faustão

O grande assunto da semana passada em jornais, sites e revistas foi o desabafo da professora do Rio Grande do Norte Amanda Gurgel que durante uma audiência pública sobre a educação no estado fez um desabafo sobre a vergonha que se tornou a educação pública no Brasil.


Na ocasião ela mencionou que existem salas super lotadas que faltam cadeiras e que os equipamentos estão danificados, baixos salários , pressão do governo sobre greves e é claro, a acomodação da sociedade que assiste tudo de braços cruzados como se tudo o que se vê fosse a coisa mais normal do mundo. Ela relembrou que o salário do professor é vergonhoso e que professor em sala de aula não significa qualidade, destacando que a educação nunca foi uma prioridade no país.

A professora esteve no Domingão do Faustão neste domingo confiram:


A educação virou o alvo dos temas debatidos, mas nada partiu das autoridades a respeito do assunto. Os professores das escolas públicas hoje são alvo de grosserias, desrespeito moral e agressão física e psicológica pra educar os filhos dos outros e ainda por cima ganhar uma mixaria pra tudo isso.

O nosso leitor Edson Miranda nos provocou com o seguinte comentário:

"Minha cara Amanda, gostaria muito que você provocasse, no seu blog, um debate sobre: como anda o serviço público de educação no nosso estado que é o que no momento me interessa, me perdoe se me achar egoísta, pois alguém precisa dar um pontapé forte e certeiro no sistema; e por que não ser Pernambuco? Pois para mim , a base de todo academicismo e acesso ao conhecimento científico está no ensino fundamental, onde se aprende a escrita e as primeiras e básicas regras da gramática para que o texto passe a ser consequente, é aviltado. O professor é mal preparado desde a sua base mal estruturada pelo ensino público de onde ele veio. 
As instalações de ensino um caos, os piores salários do serviço público são dos serviços de base: EDUCAÇÃO fundamental E SAÚDE no geral. Os alunos são tratados como presidiários sob pena capital. O país do futuro trata seus filhos mais feios(Os que não podem pagar escolas particulares, e de qualidade, diga-se de passagem) com discriminação por julga-los sem futuro enquanto os presidiários recebem cuidados que só aos políticos são auferidos, talvez quem sabe por, estarem no mesmo patamar. A qualidade do conhecimento é imposta aos estudantes de goela a baixo como água suja em um péssimo sistema de esgoto. ( Como quem diz; No lixeiro só se coloca lixo, né!) Temos conhecimento, quem duvidar que pergunte a qualquer estudante do sistema público de "educação" para comprovar, que existe um vácuo enorme de professores na rede estadual e que não mais se pode contratar por já ter o estado atingido o limite de contratações, porém sabe-se que em áreas desnecessárias continua-se contratando. O pais do futuro está apostando na ignorância, vai acertar na estupidez cujo prêmio é a barbárie".
Edison Miranda dos Santos

Eu pergunto a vocês leitores do Falando Francamente:

COMO ANDA A EDUCAÇÃO NA SUA CIDADE?
Como anda a escola que você estuda?
E a que seu filho estuda? 
Como anda a merenda dessas escolas?
Tem algo errado ou tudo está perfeito? O que você acha que precisa mudar? Você já realizou alguma denúncia no Ministério Público? O que você enquanto cidadão está fazendo para mudar esta realidade? 

E ai? O que você me diz?

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário