quarta-feira, 16 de março de 2011

Só dez por cento é mentira

Vem ai as sessões do Cine Pasárgada. No programação inaugural, nesta quinta-feira (17), a partir das 18h, será exibido o documentário “Só dez por cento é mentira”, que é um mergulho cinematográfico na biografia inventada e nos versos do poeta sulmatogrossense Manoel de Barros. Alternando sequências de entrevistas inéditas do escritor, versos de sua obra e depoimentos de “leitores contagiados” por sua literatura, o filme constrói um painel revelador da linguagem do poeta, considerado o mais inovador em língua portuguesa.
Em seguida, o documentarista Marcos Enrique Lopes apresentará as suas considerações sobre o filme.

O documentário “Só dez por cento é mentira”, inédito no Recife, foi realizado em 2009 pelo diretor Pedro Cezar. 

Manoel de Barros tem 93 anos, cerca de 20 livros publicados e vive atualmente em Campo Grande. Consagrado por diversos prêmios literários, é atualmente o escritor brasileiro que mais vende no gênero da poesia.

Marcos Enrique Lopes, além de ser um dos idealizadores do Projeto Cinema no Parque a R$ 1,00, é documentarista. No momento roda o país com seu novo curta-metragem, “Janela Molhada” (2010), sobre a história dos pioneiros do cinema pernambucano, os italianos Ugo Falangola e J. Cambieri. Em 2001, Marcos realizou “A Composição do Vazio”, sobre a vida e obra do filósofo Evaldo Coutinho. 

O CinePasárgada é um dos equipamentos culturais gerenciados pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (FUNDARPE). A entrada para as sessões é gratuita. Confira toda a programação de março:



Sessão 17/03 – Filme: “Só dez por cento é mentira”, de Pedro Cezar. Debate com o documentarista Marcos Enrique Lopes. 

Sessão 24/03 – Filme “O sangue de um poeta”, de Jean Cocteau. Filme da década de 30, inaugural do movimento surrealista no cinema e que traz como narrativa o mundo e os pensamentos de um poeta, criado pelo também poeta e cineasta Jean Cocteau.

Sessão 31/03 – Filme “O Céu de Lisboa”, de Wim Wenders. A passagem de um sonoplasta por Lisboa, incluindo a presença/delírio e influência do poeta Fernando Pessoa.

CinePasárgada
Espaço Pasárgada, Rua da União, 263, Boa Vista.
Aberto ao público.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário