sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Extra !!!! Extra!!!!! SAINDO DO FORNO 02 NO FREVO


O CD “Dois no Frevo” surgiu da parceria entre Josias Lima e Kleber Araújo, cujo objetivo maior é a promoção do Frevo para além das fronteiras da Capital do Estado, difundindo esse maravilhoso ritmo principalmente no Sertão, já que atuam na cidade de Arcoverde. O foco é ampliar os horizontes dessa música e colocá-la em contato com outras manifestações musicais típicas do interior, como o Coco, o Baião, o Reizado e outros.

Kleber, que lançou em 2007 o CD “Frevo, Amor e Confete”, em comemoração a passagem do centenário do Frevo, sempre foi  um defensor intransigente desse ritmo e encontrou em Josias, saxofonista e professor de música, o parceiro ideal para colocar em prática o seu projeto de intensificar a divulgação do Frevo pelo interior, principalmente no Sertão.

No trabalho constam quinze canções, das quais oito são Frevos de Rua e sete são Frevos Canção, todos com o arranjo do Maestro Josias e a participação de músicos formados naquela cidade.

Dos Frevos de Rua, destaque-se “Arco Frevo”, composta em homenagem ao povo de Arcoverde e Juazeirasa, esta saudando Luiz Gonzaga, o Rei do Baião, que inclusive tem uma música de sua autoria compondo o repertório, trata-se de “Sol de Olinda”, frevo instrumental de Gonzaga e do seu parceiro arcoverdense João Silva, que foi letrado por Kleber Araújo.

Dentre os Frevos Canção merece atenção especial “Frevo das Rosas”, de Kleber e Josias, classificado em terceiro lugar no concurso de frevo promovido no final de 2010 pela Fundação de Cultura do Recife, e que também faz parte do CD do festival lançado recentemente pela Gravadora Biscoito Fino, com interpretação de Josildo Sá, consagrado cantor originário de Tacaratu (PE)..

A única canção que não conta com a assinatura de Kleber ou Josias é Beco da Solidão, que é uma música inédita  da lavra do artista plástico Fernando Duarte, hoje Secretário de Cultura de Pernambuco, que nas horas vagas dedica-se a composições musicais.

Arte da capa ficou por conta da parceria dos arcoverdenses Rodolfo Araújo e Ney Mendes e teve a preocupação de mostrar o frevo num processo deslocamento, ou seja, dar a idéia de que o ritmo viaja na carona das nuvens, podendo ser encontrado em outras paragens, que não o litoral.

O CD, que é uma realização do COCAR - Coletivo Cultural de Arcoverde, chega esta semana, portanto, em cima do carnaval, mas ainda há tempo de adquiri-lo antes da festa, através do telefone (81) 8854-0661 ou pelo e-mail kixaba@uol.com.br.


Informações COCAR

Um comentário:

  1. Kleber e Josias vcs estão de parabens por esse trabalho, mostrando que aqui no sertão também tem frevo. A capa do cd ficou uma obra prima, eu tiro o chapeu para Rodolfo e Ney. VIVA O FREVO! Draiton

    ResponderExcluir