sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Egito em festa. Mubarak em fim renuncia


Foto: Marco Longari

Após 18 dias de protestos, mais de 300 mortes, 5.000 feridos e muitas prisões, o Egito está em festa. Depois de 30 anos de governo e tiranismo Hosni Mubarak finalmente renunciou.
As cidades de Ismailia e Suez, principais focos de todo confronto tiveram as ruas tomadas por multidões que festejavam a notícia da renúncia dada pelo vice-presidente do Egito, Omar Suleiman em um pronunciamento na Tv estatal.
Mubarak entregou o poder ao Exército, disse Suleiman, com ar grave.
"O presidente Mohammed Hosni Mubarak decidiu deixar o cargo de presidente da república e encarregou o Alto Conselho Militar de cuidar das questões de Estado", disse Suleiman.

Os protestos tiveram início em 25 de janeiro, inspirados pela queda do presidente da Tunísia, e tiveram impulso na internet, que comemorou a queda do ditador.

O mundo árabe já repensa o regime tirânico de outros ditadores depois desta vitória e o mundo espera para ver quem serão os próximos a cairem.
O Presidente Barack Obama comentou :"Estou certo de que haverá dias difíceis pela frente e muitas questões permanecem sem resposta. Mas estou confiante de que o povo do Egito pode encontrar as respostas, e fazê-lo pacificamente, de maneira construtiva e dentro do espírito de união que definiu essas últimas semanas". "Renunciando, o presidente Mubarak respondeu à fome do povo egípcio por mudanças", disse Obama. "Os egípcios deixaram claro que somente uma democracia genuína pode prevalecer", disse Obama, pedindo para os militares responsabilidade para preservar o Estado.

Viva a união que a sede de mudança desperta em uma nação. Que o Egito consiga construir uma democracia e não permita que mais tiranos ocupem o controle de sua nação.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário