quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Bancários voltam ao trabalho

Após 15 dias de greve, os bancários de todo o Brasil resolveram aceitar a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

O acordo com os bancos prevê reajuste de 7,5% para quem ganha até R$ 5.250, adição de R$ 393,75 ou correção da inflação (4,29%), o que for mais vantajoso, para os salários acima de R$ 5.250 e reajuste de 7,5% para todos os benefícios. A proposta assinada inclui ainda maior participação nos lucros e resultados (PLR), com correção de todos os valores em 7,5% e, para o limite individual da Parcela Adicional, um índice de correção mais elevado, de 14,28%, passando de R$ 2.100 para R$ 2.400.

Os funcionários do Banco do Brasil, forma os únicos a permanecer com a paralisação por pendências de cargos e salários e plano de saúde.

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário