terça-feira, 14 de setembro de 2010

Como assim?

Toda pessoas que gostam de política tem alguns blogs que são obrigatórios para se passar diariamente por eles e ao visitar o site de Magno Martins fiquei por dizer o mínimo impressionada com um fato que acontece na cidade de Caetés.
Pra não ser injusta ou deixar escapar algo de importância vou retratar as 02 notas na íntegra.

1.ª - Em Caetés, vereadores ligados ao ex-prefeito "invadem" a Câmara

No município de Caetés seis vereadores ligados ao ex-prefeito Zé da Luz 'invadiram' a Câmara e estão fazendo uma reunião extra sem a presença do presidente, Armando Duarte e outros parlamentares da oposição. Eles querem anular uma decisão da legislatura anterior que reprovou as contas do ex-prefeito. Querem com esta medida tornar legal a candidatura de Zé da Luz (PHS), que depende de uma decisão judicial.
No local está uma confusão nesta manhã de hoje e tanto tem polícia quanto 'capangas' para intimidar a imprensa ou os oposicionistas. O candidato já tentara anular a decisão da Câmara via Poder Judiciário, sem êxito, aí partiu para esse gesto extremo agora, que possivelmente não terá sustentação legal.

2.ª Reviravolta em Caetés: Câmara anula rejeição de contas

Em sessão realizada, hoje, a Câmara de Vereadores de Caetés, terra do presidente Lula, no Agreste Meridional, anulou a decisão anterior do plenário da Casa, que havia decidido pela rejeição das contas do ex-prefeito Zé da Luz (PSB). A decisão foi por unanimidade – 6 x 0.

Com isso, o ex-prefeito continua candidato a deputado estadual, anulando, consequentemente, o processo a que responde por ficha suja. Para anular a decisão anterior, os vereadores recorreram ao regimento interno da Casa, no qual assegura que as sessões deliberativas devem contar com a participação mínima de um terço dos parlamentares.

Agora eu me pergunto: Isso é legal?

Amannda Oliveira

Um comentário:

  1. Boa pergunta essa que vc fez. Eu tb gostaria de saber se tal arbitrariedade não é crime. Só no Brasil mesmo que se vê tanta sacanagem sem a devida punição. Palhaçada total!!!!

    ResponderExcluir