domingo, 12 de setembro de 2010

15 anos sem Costinha

Há 15 anos , o Brasil perdia Lírio Mário da Costa " COSTINHA". Nascido no Rio de Janeiro e vindo de família circense, o humorista teve na sua carreira grande influência do ambiente no qual cresceu. Aos 13 anos seu pai saiu de casa e ele foi obrigado a trabalhar desenvolvendo atividades como engraxate, contínuo, garçom e apontador de jogo do bicho. Em 1942, emprega-se como faxineiro da Rádio Tamoio. Pelo novo veículo ganha sua grande chance, sendo radioator em diversos e importantes programas da época como "Cadeira de Barbeiro", "Recruta 23" e mesmo na primeira versão radiofônica da Escolinha do Professor Raimundo. Fez parte do cast de importantes emissoras da época como a Record e também a Mayrink Veiga. Também era cômico no Teatro de Revista, tanto em São Paulo como no Rio de Janeiro.

Gravou vários discos de piadas, sendo os mais famosos os da série O Peru da Festa. Trata-se de uma série de cinco LPs, pela gravadora CID. Todos vinham com a tarja "Proibida a execução pública e a venda para menores de 21 anos", não só pelas piadas consideradas pesadas, mas pelas capas sugestivas. No primeiro volume, Costinha parecia estar nu, com uma mesa tapando suas partes íntimas e um peru assado sendo servido sobre ela. Seu último papel foi como "Seu Mazarito" na Escolinha do Professor Raimundo(1990/1995).

Em 4 de setembro de 1995, Costinha deu entrada no Hospital Pan-Americano, no Rio de Janeiro, com falta de ar, falecendo no dia 15 do mesmo mês aos 72 anos, de enfisema pulmonar.

Informações: Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário