sábado, 7 de agosto de 2010

Reeleição da Mesa diretora da Câmara de Vereadores de Garanhuns começa com B.O

Parece que toda eleição de Mesa Diretora nas câmaras de vereadores  no interior tem por hábito terminar em confusão, mas a Câmara de Vereadores de Garanhuns, desta vez, levou isso a sério. A confusão começou antes da sessão.

Tudo começou, quando alguns vereadores ficaram descontentes  deviso ao fato do atual presidente Silvio Sabino (PSC), ter que se ausentar e não estar presente para concorrer a reeleição.O mesmo tentou adiar o proceso de votação, mas não teve sucesso, uma vez  que o quantitativo de vereadores presentes era suficiente para dá seguimento ao ato eleitoral, e também tinha a lei de reeleição da mesa diretora (como norma à lei orgânica).
A confusão começou justamente, quando ao chegar ao prédio da Câmara, os vereadores encontraram o local de portas fechadas e sem nenhum funcionário, fora o guarda municipal. Ao entrar em contato com alguns funcionários da Casa, obtiveram a informação de que os mesmos, foram orientados a  não se fazer presente na Câmara.

Depois de algum tempo, o guarda da Câmara, que estava cumprindo seu horário, ao procurar às chaves para abrir o prédio, se deu conta que faltavam algumas, justamente, as que davam acesso à plenária. Após    dar um jeito de abrir o plenário, o guarda foi à Delegacia abrir um Boletim de Ocorrência, uma vez que as chaves estiveram em determinado momento sob a posse do assessor de um vereador que faltou a esta sessão eletiva na Câmara, e depois se percebeu que faltavam algumas. O nome do assessor, foi citado na queixa.

Depois de toda esta novela quase mexicana, a sessão foi iniciada,  pelo vereador Zé de Vilaço (PDT), então na condição de Vice-presidente. A chapa única apresentada teve aprovação, sendo eleitos Gersinho Filho (PSC), Presidente; Natalício (PDT), Vice-presidente; José Ary (PTB), 1º Secretário; e Junior Negrão, 2º Secretário. Há quem diga que foi criado todo um mal estar na Casa Raimundo de Moraes.
Os  vereadores que faltaram à sessão,  foram: Sivaldo Albino (PPS), Dimas Carvalho (PDT), Marcelo Marçal (PT) e Zaqueu naum (PDT) e Silvio Sabino (PSC).

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário