segunda-feira, 2 de agosto de 2010

21 anos sem Luiz Gonzaga


"Meu nome é Luiz Gonzaga, não sei se sou fraco ou forte, só sei que graças a Deus pra nascê tive sorte, apôs nasci im Pernambuco, o famoso Leão do Norte.
Nas terras do novo Exu, da Fazenda Caiçara im novecentos e doze, viu o mundo minha cara.
Dia de Santa Luiza, purisso é que sô Luiz, no mês que Cristo  nasceu, purisso é que sô feliz."

Luiz Gonzaga 

Há 21 anos, Pernambuco perdia um dos maiores gênios da música  Luiz Gonzaga.
O Falando Francamente faz uma pequena homenagem a este homem que cantou como nenhum outro o povo nordestino.

ASA BRANCA

Quando oiei a terra ardendo

Qual a fogueira de São João
Eu preguntei a Deus do céu,ai
Por que tamanha judiação

Que braseiro, que fornaia
Nem um pé de prantação
Por farta d'água perdi meu gado
Morreu de sede meu alazão

Inté mesmo a asa branca
Bateu asas do sertão
"Intonce" eu disse adeus Rosinha
Guarda contigo meu coração

Hoje longe muitas légua
Numa triste solidão
Espero a chuva cair de novo
Pra mim vortar pro meu sertão

Quando o verde dos teus óio
Se espanhar na prantação
Eu te asseguro não chore não, viu
Que eu vortarei, viu
Meu coração

Amannda Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário